SB24Horas

Notícias na hora certa!

Dengue: ações de combate ao Aedes aegypti seguem em Santa Bárbara

As ações de combate ao mosquito Aedes aegypti não param em Santa Bárbara d’Oeste. De forma ininterrupta, as equipes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) seguem com as visitas casa a casa e outras ações em várias regiões do Município. Desde o início do ano já foram realizados 22.684 atendimentos, entre imóveis visitados para Avaliação de Densidade Larvária, controle de criadouros, bloqueio e nebulização, visitas em pontos estratégicos, atendimento de reclamações e visitas casa a casa.

O serviço de controle ao vetor da dengue e de outras arboviroses é considerado essencial, principalmente com as altas temperaturas e incidência de chuvas. Somente esse ano, durante as ações, foram 325 focos identificados e eliminados pelas equipes. Destacaram-se como principais recipientes que serviram de criadouros para o Aedes aegypti em Santa Bárbara esse ano: vasos de planta (mudas de planta na água), prato pingadeira, baldes e tambores com água armazenada, latas, frascos, garrafas e pneus.

Com o intuito de vistoriar os imóveis e orientar quanto à importância de eliminar os criadouros, desde o início do ano as equipes de visitas de rotina casa a casa já percorreram os bairros: Linópolis, Vila Balan, Santa Luzia, Vila Dulce, Vila Garrido, Vila Boldrin, Sartori, Jardim Itamaraty, Santa Rita, Jardim Mariana, Jardim São Francisco I e II, Residencial Furlan, Jardim Santa Terezinha e Vila Aparecida.

O serviço de bloqueio, nebulização e controle de criadouros em áreas de transmissão foi realizado no mesmo período nos bairros Jardim Europa, Planalto do Sol, Cidade Nova, Jardim Esmeralda, Jardim Pérola, Mollon, Mollon IV, San Marino, 31 de Março, Vista Alegre, São Francisco, Santa Inês, Vila Linópolis, Vila Aparecida e Vila Bética.

Durante esta semana as equipes atuam em imóveis dos bairros Vila Bética e Jardim Laranjeiras na atividade de bloqueio/controle de criadouros.

Além das visitas casa a casa de rotina e bloqueio, nebulização e controle de criadouros, as equipes também realizaram a Avaliação de Densidade Larvária, em imóveis sorteados em toda a área urbana do Município. Outras equipes ainda realizam vistorias a Pontos Estratégicos (locais com alta probabilidade de proliferação de mosquitos, como ferros-velhos, borracharias, floriculturas, recicladores), além de atender solicitações de munícipes.

A Secretaria de Saúde ressalta a importância em receber os agentes de controle de endemias para obter informações importantes sobre medidas simples que podem prevenir doenças graves. A Prefeitura informa ainda que todas as ações são gratuitas e que não realiza nenhum serviço, como nebulização, limpeza de calhas ou de caixas d’água, mediante cobrança de taxas.

Orientações para a população:

  • Utilizar tampas e telas para vedar baldes e tambores de armazenamento de água;

  • Armazenar objetos em local coberto, ou descartar, de forma adequada, o material que não vai mais utilizar. O Município dispõe de Ecopontos e do serviço de coleta de resíduos regular;

  • Limpar as calhas e caixas d’água;

  • Não armazenar pneus e garrafas em local descoberto;

  • Não deixar plantas na água, utilizando sempre vasos com terra;

  • Verificar a drenagem dos vasos de planta, para que não acumulem água.

  • Não utilizar pratinhos embaixo dos vasos;

  • Evitar bromélias, em centros urbanos, pois elas também servem como criadouro de Aedes aegypti;

  • Usar telas nas caixas d’água;

  • Limpar e fazer o tratamento adequado nas piscinas.

Em caso de dúvidas, o cidadão deve entrar em contato com a Divisão de Controle de Vetores do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) pelo telefone 3463-8099 ou pelo e-mail: ccz.saude@santabarbara.sp.gov.br. No caso de sintomas, a pessoa deve buscar atendimento médico e não se automedicar – já que alguns medicamentos podem agravar o quadro.