Esportes 

De olho na Libertadores, Roger Guedes lembra da parceria com Gabriel Jesus

Foto: CESAR GRECO/PALMEIRAS

O título brasileiro de 2016 conquistado pelo Palmeiras teve como uma de suas marcas o melhor ataque da competição. O trio que contava com Gabriel Jesus, Dudu e Roger Guedes foi o principal responsável por esse feito marcante.
A partir de agora, Roger Guedes não terá mais a companhia de Gabriel Jesus no ataque alviverde, mas espera repetir a dupla que era entrosada dentro e fora de campo. “Espero um dia que a gente volte a jogar junto. Se não for no mesmo time, que seja na seleção brasileira, que é o maior sonho meu também. Mas vou sentir saudades, porque nós estamos sempre perto. Desde o dia em que cheguei, foi o moleque com quem eu mais me enturmei no grupo”, disse o atacante.
“Aconteceu tudo rápido na minha vida. Em 2015, estava defendendo o Criciúma na reta final para não cair para a Série C do Brasileiro. Estou muito feliz, joguei a maioria dos jogos como titular, e nós ficamos muito tempo na liderança. Tem que dar valor”, relatou.
A rápida ascensão de Róger Guedes que foi do Cricíúma ao título da Série A, atuando em grande parte das partidas como titular foi exaltada pelo jogador que tem como um de seus grandes sonhos disputar a Taça Libertadores, torneio em que o Palmeiras participará em 2017.
“Libertadores é um dos meus maiores sonhos de quando era moleque, ainda nas categorias de base do Grêmio. É um tipo de jogo pegado, lembra o Gauchão, mas um pouco mais levado. Sou gaúcho, sempre quis jogar a Libertadores. Um título de Libertadores conta muito, classifica para o Mundial. Se eu ficar, vamos em busca desse título”, concluiu.

FPF

Comentários

Leia também...