SB24Horas

Notícias na hora certa!

De fora dos grandes bailes de carnaval, Isabelita dos Patins recebe homenagem em festa LGBTQIA+, no Rio de Janeiro

Foto: Divulgação

Patrimônio Carioca, Isabelita dos Patins se emocionou com a homenagem recebida na noite deste domingo, 27. A Drag Quuen argentina, que está completando 50 anos de carreira, foi convidada de honra da terceira edição do Baile de Carnaval da Casa Noturna Pink Flamingo, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

De fora dos grandes bailes de carnaval, por conta do adiamento festa no Estado, devido ao avanço da variante Ômicron do Coronavírus, Isabelita não desanimou e curtiu muita o evento preparado em sua homenagem. “Através dessa festa, eu quero deixar aqui uma mensagem de paz, de amor e de solidariedade. De poder fazer o bem sem olhar a quem. E viva o carnaval”, celebrou a artista, que recentemente já havia recebido o título de musa da boate, que vem sendo considerado o principal point LGBTQIA+ da cidade.

Acompanhada pelo empresário e jornalista Thiago Araújo, que comandou a noite, Isabelita não escondeu a emoção, gratidão, e orgulho de sua história. “Eu realmente me sinto muito feliz, porque para mim a Isabelita é uma escola. E isso é muito bonito, de poder ser uma escola, de poder ser um exemplo, de poder ser um personagem família Isso me deixa muito, muito feliz!”, conta Isabelita, que despontou para o mundo de uma forma bastante despretensiosa no carnaval de 1971, quando resolveu dar pinta em plena Avenida Atlântica.

“O mais gostoso de tudo isso é que quando eu cheguei patinando, uma jovem senhora chegou para mim e perguntou: ‘Você tem um sotaque, de onde você é?’. Eu respondi que era da argentina, então ela disse que eu me chamaria Isabelita dos Patins. Porque neste ano a primeira dama era Isabelita Perón. Tche mete!”, relembrou

Isabelita dos Patins, nome artístico da Drag Queen argentina Jorge Omar Iglesias, também aproveitou a ocasião para agradecer o carinho do público. “Na verdade eu não faço show. Eu não canto, não dublo, não cheiro, não pego marido de ninguém, mas como elas dizem, sou incomum (risos). Acontece que o meu personagem é muito carismático, é muito família. E eu tenho uma bênção de Deus que são vocês e a imprensa, que tem um carinho muito especial comigo”, concluiu.