Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

DAE e Secretaria de Meio Ambiente iniciam projeto de recuperação de nascentes


O DAE (Departamento de Água e Esgoto) e a Secretaria de Meio Ambiente de Santa Bárbara d’Oeste desenvolvem um plano de ação para a recuperação e preservação das APPs (Áreas de Preservação Permanente) nos pontos que ainda permanecem sem a cobertura vegetal dos mananciais que abastecem o município, como as represas Areia Branca e São Luiz. A ação projeta que todos esses locais estejam replantados até 2016, perfazendo uma área de 40 hectares.

 

Diante da existência de um diagnóstico preliminar de todas as áreas de matas ciliares e de nascentes, atividades de recuperação serão executadas. O diagnóstico, apresentado pelos técnicos do Meio Ambiente, aponta um maior detalhamento do uso e ocupação do solo no entorno das represas e algumas nascentes que recarregam estes reservatórios, além de áreas que já possuem a cana de açúcar afastada, permitindo uma intensa atividade de restauração florestal.

 

“A restauração florestal das áreas de nossos mananciais é mais uma ação de responsabilidade ambiental do governo municipal, em especial do prefeito Denis Andia. Esse projeto, discutido em várias oportunidades com ele, se trata de um passo importante na busca de um reequilíbrio ecológico que muitas vezes se perdeu pela ocupação das nossas áreas rurais”, mencionou o diretor superintendente do DAE, Rafael Piovezan.

 

O próximo passo, sugerido pela Secretaria de Meio Ambiente, consiste nas atividades de tratos culturais dos locais de plantio nessas áreas, preparando o solo para colocar em prática o projeto elaborado, visto que o melhor período para o plantio das mudas é próximo do mês de outubro, quando termina o período típico de estiagem. Neste período, os técnicos vão realizar um trabalho junto aos proprietários rurais da região que possuem atividades agropastoris nas áreas de APPs.

 

“Esse projeto em conjunto com o DAE vem na sequência de um trabalho minucioso de levantamento e caracterização do estado de cada nascente, de cada APP. Esse melhoramento contínuo é almejado pelo prefeito Denis Andia em todas as áreas e principalmente na área ambiental”, comentou o secretário de Meio Ambiente, Cléber Canteiro. “É algo bastante planejado e temos certeza de que irá contribuir para melhorar a qualidade e quantidade de água bem como todo benefício para variedade de espécies vegetais e animais existentes no município”, acrescentou.

 

Nesta semana uma orientação prática em área do DAE, no bairro de chácaras Recanto das Andorinhas, foi realizada demonstrando técnicas que serão usadas para a recuperação das APPs. Dentre elas, o processo de enriquecimento de matas já existentes e condução da regeneração natural, técnicas que permitem o incremento na biodiversidade de matas com estágio avançado de degradação e que estimulam o desenvolvimento das mudas em áreas de matas, respectivamente. “Com certeza, teremos um grande trabalho pela frente, mas o início das atividades é uma nova oportunidade de desenvolvermos ações técnicas que trarão maior estabilidade ambiental no futuro. Além disso, é importante citar que mais de 10 mil mudas foram plantadas desde o início do governo, entre APPs, áreas verdes e praças”, afirmou Piovezan.

 

O diretor do DAE ressaltou ainda o empenho entre os técnicos do DAE e do Meio Ambiente. “Essa atividade conjunta só é possível pela qualidade e articulação entre os técnicos envolvidos, e os benefícios são colhidos pelos dois órgãos, ou seja, mantemos e incrementamos a recarga dos nossos mananciais trazendo mais segurança ao nosso abastecimento, recuperamos as nossas matas permitindo que uma maior diversidade de espécies da fauna e flora habitem esses espaços buscando a estabilidade necessária para os processos de sucessão ecológica e fluxo gênico. É muita coisa importante acontecendo e sendo feito de forma séria”, finalizou.

 

A Secretaria de Meio Ambiente irá angariar mudas junto ao CBH-PCJ (Comitês das Bacias Hidrográficas – rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí), com a qual tem convênio firmado desde 2013.

 

 

DAE e Prefeitura/SBO

Comentários

Dennis Moraes