Curso de “Bordado em Fitas” inicia nova turma em Nova Odessa

Curso de “Bordado em Fitas” inicia nova turma Qualificação da Prefeitura em parceria com a PHFit já formou mais de 500 pessoas

 

Esta semana teve início mais uma turma do curso de Artesanato em Fitas, oferecido gratuitamente pela Prefeitura de Nova Odessa na parceria do Fundo Social de Solidariedade com a empresa PHFit. Desta vez, 25 mulheres terão qualificação em materiais de bordado pela professora Silmara Godoi, que em três anos já formou mais de 500 pessoas no Espaço de Artesanato que fica dentro do Clube da Melhor Idade.

 

“O foco deste curso serão toalhas e guardanapos”, explica a professora. São dois meses de aulas no Espaço de Artesanato, proporcionando bem-estar às pessoas e geração de renda. “A maioria das participantes afirma que o curso serve não apenas como uma terapia, mas para gerar uma renda extra”, destaca Silmara. “Um conjunto de banho com toalhas pode sair por até R$ 200”, cita.

 

Instalada em Nova Odessa e líder na América Latina na produção de fitas têxteis rígidas, a PHFit mantém a parceria com a Prefeitura, fornecendo material para utilização durante os cursos. “Já estamos com essa parceria há mais de três anos. É um projeto duradouro mesmo”, ressalta Silmara Godoi. Segundo ela, a qualificação em artesanatos contabiliza a formatura de mais de 500 pessoas desde 2013.

 

Além do Clube da Melhor Idade, existem turmas do curso gratuito de Artesanato em Fitas no CAS (Centro de Atendimento Social), do Jardim São Jorge, e no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), do Jardim das Palmeiras. Atualmente são duas turmas no CAS fazendo aulas, com 36 inscritos, e mais 20 pessoas em turma única no CRAS.

 

A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andréa Souza, destaca a importância de o Município oferecer a qualificação gratuita. “O artesanato é como uma terapia. As pessoas podem presentear amigos e parentes, ou mesmo comercializar para gerar uma renda a mais em casa”, ressalta. “O olhar da Administração é de acreditar e investir no cidadão”, completa.

 

Comentários

Notícias relacionadas