Corinthians/Americana vence outra e está na final da Liga Sul-Americana

A ADCF/Corinthians/Americana está na final da Liga Sul-Americana Feminina de Clubes. Na noite deste sábado (26), em mais uma grande exibição, o time americanense derrotou o New Crusaders, do Chile, por 78 a 58, no Ginásio Irene Velásquez, em Puente Alto, na Região Metropolitana de Santiago. Damiris do Amaral anotou mais um duplo-duplo (32 pontos e onze rebotes). Ela terminou como cestinha da partida.

O adversário na final será a Universidad Tecnológica Equinoccial (U.T.E), do Equador, que derrotou o Deportivo Berazategui, por 79 a 50, na outra semifinal. O duelo terá início às 19 horas. Mais cedo, às 17 horas, os times derrotados fazem a decisão do terceiro lugar.

A capitã Karla anotou 18 pontos, enquanto a armadora Babi distribuiu sete assistências. A dupla também foi determinante para a vitória do ADCF/Corinthians/Americana.

O JOGO – O time brasileiro teve um começo sonolento e acordou após pedido de tempo do técnico Antônio Carlos Vendramini, quando o placar marcava 16 a 8 para as donas da casa. O comandante acertou a defesa e Americana aumentou o ritmo ofensivo, com cestas dentro do perímetro, e fechou o primeiro quarto atrás por apenas dois pontos: 16 a 14.

Animadas, as meninas de Americana mantiveram o embalo do final do primeiro período e conseguiram a virada. Mais uma vez decisiva, Karla anotou oito pontos, com direito a duas bolas de três pontos, e puxou a reação. A formação com três armadoras – Melissa Gretter, Babi e Joice –, funcionou muito bem e municiou bem as pivôs Karina Jacob e Damiris do Amaral. Desta forma, o ADCF/Corinthians/Americana foi aumentando a vantagem e garantiu a vantagem no intervalo: 39 a 26.

As americanenses usaram a experiência para conduzir a vantagem pela terceira parcial. Firme na defesa, o time brasileiro segurou bem o ímpeto das adversárias, que foram para o tudo ou nada. No ataque, as armadoras controlaram o cronômetro, sem precipitação. Ega e Damiris anotaram pontos decisivos nos últimos cinco minutos do quarto e garantiram a vantagem: 53 a 43.

No último período, as chilenas deram o gás final e chegaram a encostar no marcador, diminuindo a diferença para sete pontos (58 a 51). Joice e Damiris do Amaral, no entanto, deram um balde de água fria, matando bolas de três, e obrigando o adversário a paralisar o jogo. Após o pedido de tempo, o New Crusaders não conseguiu manter o ritmo e acabou sendo presa fácil para o ataque do ADCF/Corinthians/Americana, que confirmou a classificação com certa tranquilidade.

O Corinthians/Americana conta com patrocínio do Grupo Clarian, Unimed, Supermercados Pague Menos, Cicatrizan, Água Platina, Sage e Unicred. A Prefeitura de Americana também será uma das parceiras e principais incentivadoras do projeto.

ADCF/Corinthians/Americana
Babi (4 pontos), Joice (7 pontos, Karla (18 pontos), Daminis do Amaral (32 pontos) e Gil (8 pontos). Técnico – Antônio Carlos Vendramini
Entraram: Patrícia Chuca (-), Melissa Gretter (2 pontos), Karina Jacob (-), Ega (5 pontos) e Izabella (2 pontos)

Comentários

Notícias relacionadas