Esportes 

Corfebol é apresentado a professores de Educação Física da rede municipal

Homem marca homem e mulher marca mulher. As disputas são firmes, mas o contato é limitado. Quando o jogador recebe a bola não pode correr, ou passa ou arremessa. Bola no cesto é ponto. Essas são as regras básicas do Corfebol, um esporte não convencional, mas muito democrático que ganha espaço nas quadras poliesportivas das escolas municipais. A formação aconteceu na semana passada na EMEFEI (Escola Municipal do Ensino Fundamental e Educação Infantil) “Profª Iraídes Ferreira Lourenço”, Jardim Pérola, e no CAIC “Irmã Dulce”, no Jardim Santa Rita.

 

Com o objetivo de estimular a prática nas unidades escolares, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste promoveu em agosto uma formação com a integrante da FCESP (Federação de Corfebol do Estado de São Paulo) e representante da Federação Internacional no Brasil), Luciana Bortoleto. “Buscamos fomentar a prática de esportes não convencionais, por isso realizamos um ações constante neste sentido. Ano passado realizamos um trabalho grandioso com o Rugby. Este ano é a vez do Corfebol”, explicou a secretária de Educação, Tânia Mara da Silva.

 

O curso foi oferecido a Professores de Educação Básica II (PEB II) e de Educação Física da Rede Municipal de Ensino. Foram quatro encontros, onde os profissionais participaram de atividades teóricas e práticas com exposições sobre regras e dinâmica do jogo e possibilidades de adaptação dos materiais. Nos encontros foram utilizados materiais próprios da modalidade, como cestos e bolas. Também foi feita a apresentação do currículo teórico e da história do esporte. Os participantes receberam certificados de participação emitidos Federação Paulista.

 

Comentários

Leia também...