Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Como saber se está na hora de trocar suas lingeries?

Quando é a hora exata de dizer adeus às lingeries velhinhas?

 

Todo mundo já ouviu a expressão “calcinha de ficar em casa” ou “calcinha da menstruação” na vida. Desde março do ano passado, a maioria de nós tem ficado bastante tempo em casa, então das duas uma: o estoque de calcinhas de ficar em casa aumentou ou elas estão ainda mais desgastadas.

 

Mas as roupas — íntimas ou não — de ficar em casa não precisam ser velhas e puídas. É possível garantir o conforto que queremos com peças íntimas de qualidade, que irão durar até depois que este momento passar. Para ficar em casa ou não, vale avaliar se não passou da hora de trocar algumas das suas peças íntimas.

 

1 – Calcinhas sem elástico

 

A ideia da calcinha com elástico velho ser mais folgada e confortável persiste, mas um elástico esgarçado é, na verdade, bem incômodo. Uma calcinha com laterais mais largas sem elástico normalmente fica enrolando por baixo das suas roupas, quando não caindo. Também poderá ficar torta, marcando na roupa e incomodando, porque ficará “sambando” no seu corpo e dentro do shorts, saia ou legging. Ninguém merece.

 

2 – Calcinhas furadas e manchadas

 

Se você tem “calcinhas de menstruação” sabe que acidentes acontecem e algumas manchas parecem não sair por nada. Após uso frequente, alguns fios soltam, elásticos rompem e furos também aparecem. Calcinhas furadas e manchadas não têm a desculpa do conforto para você continuar usando. Se você tiver algumas delas no seu armário, é chegada a hora de desapegar.

3 – Sutiãs com bojo amassado

 

Sutiãs são peças que devem ser bem ajustadas ao corpo, especialmente em relação às medidas de busto e costas, que devem ser consideradas para um encaixe perfeito e sustentação adequada. Sutiãs, geralmente, são peças delicadas que exigem cuidado extra na hora de lavar. Mesmo tomando todas as precauções, o bojo dos sutiãs costuma deformar após algum tempo de uso e lavagens.

 

Caso seu sutiã esteja com bojo enrugado, isso significa que ele perdeu a forma e a estrutura básica, não proporcionando a sustentação necessária. Hora de trocar.

 

4 – Sutiãs com alças desgastadas

 

As alças dos sutiãs geralmente são feitas de material elástico para garantir uma sustentação perfeita, distribuindo o peso dos seios igualmente. Se as alças do sutiã apresentam sinais de desgaste, frouxas, que aparentam estar “enrugadas” ou simplesmente perderam a elasticidade, você não terá a sustentação necessária e, caso tenha seios grandes, pode até sentir algum incômodo pela má distribuição do peso dos seios.

 

5 – Aro aparente

 

Sentiu aquela pontada no seio e teve a ingrata surpresa de ver o aro saindo? Significa que está na hora de trocar o sutiã.

 

O primeiro ímpeto é sempre empurrar o aro de volta para o lugar onde ele deve ficar e algumas mulheres até tentam costurar o local por onde o aro saiu — mas não adianta. Se o aro do seu sutiã saiu significa que o tecido já está gasto, então reforçar a costura (caso consiga) irá, no máximo, adiar um pouco o novo aparecimento do mesmo ou de outro furo. É chegada a hora do adeus.

 

6 – Fechos quebrados

 

Podem ser os tradicionais colchetes ou fechos de encaixe de plástico: caso tenham quebrado, a tentativa de reparo dificilmente será bem sucedida. Não precisam necessariamente quebrar: fechos entortados também podem causar incômodos, tais como o sutiã soltar de repente ou não fechar direito — o que prejudicará a sustentação, além do incômodo do arame ou plástico roçando na sua pele. Nessas situações, o melhor a se fazer é trocar o sutiã, comprando peças novas.