Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Como montar um e-commerce do zero?

e-commerce

Utilizar uma plataforma de e-commerce é uma ótima maneira para conseguir aumentar suas vendas, sobretudo nos tempos mais recentes, onde a internet tem se tornado uma grande aliada do mercado.

Porém, a montagem e manutenção de uma plataforma de e-commerce muitas vezes vem com diversos pontos que devem ser observados se você tem a vontade de aproveitar melhor os recursos à sua disposição.

Pensando dessa forma, é importante saber todo o processo de montagem de uma loja virtual de, por exemplo, distribuidor adubo antes de efetivamente iniciar, para garantir que assim você conseguirá bons resultados sem gastar demais.

O mercado hoje tem presenciado um enorme crescimento nas compras virtuais. Quanto mais os avanços tecnológicos tornam a internet parte do dia a dia das pessoas, mais consumidores estão perdendo o medo de comprar pela internet.

Isso faz com que empresas que estejam adequadas e prontas para vender na web tenham um grande diferencial de mercado, aproveitando todos os recursos que este tipo de plataforma tem a oferecer.

Entretanto, junto destas facilidades, veio um perfil muito mais exigente dentro de sua clientela. Assim, um cliente procurará todas suas opções de instalação de cerca eletrica preço, por exemplo, antes de fechar com você.

É fundamental compreender que devido ao acesso irrestrito a informações, os consumidores acabam pesquisando muito mais, tornando obrigatório um destaque para conseguir vendas.

Por isso, muitas empresas que estão começando agora acabam se perdendo e, dessa forma, perdendo clientes e oportunidades.

Quando você não começa do zero, compreendendo todos os detalhes da montagem de um e-commerce, pode acabar não conseguindo bons resultados.

O trabalho em si não é tão complicado, mas requer atenção e muito planejamento, para que você consiga explorar melhor todas as suas possibilidades, sobretudo se você não compreender muito de TI.

Embora seja desejável, você não precisa ter conhecimentos técnicos específicos para conseguir criar um bom e-commerce. Até mesmo uma administradora condominial SP pode oferecer seus serviços nesse formato com facilidade.

Hoje em dia, muitas empresas especializadas prestam serviços de qualidade para manter toda a sua estrutura digital em funcionamento.

Assim, você pode se focar em pontos mais importantes do negócio, como a gestão e as vendas, elementos fundamentais para o sucesso de sua loja virtual. Quanto menos você precisar se preocupar com alguns elementos operacionais do trabalho, melhor.

Como montar seu e-commerce?

Compreender os meios de utilização das ferramentas de um e-commerce é fundamental. Por isso, você precisa entender cada uma das etapas, sendo que elas serão fundamentais durante toda a criação de sua loja virtual.

Dessa forma, você consegue explorar todo o potencial que sua empresa tem em um novo mercado, porém com a consciência do que precisa ser realizado a cada etapa, evitando assim que você faça algo fora do comum e acabe perdendo boas oportunidades.

Defina seu produto

O primeiro passo que você precisa fazer em seu planejamento é definir corretamente seu produto. Trata-se de uma das principais etapas de um bom plano de negócios, e deve ser considerado para uma melhor utilização de seu e-commerce.

Pensar no tipo de produto que você venderá é uma importante etapa de sua criação, sobretudo se você não está pensando em vender produtos próprios. É preciso criar toda uma identificação entre o produto e a marca.

Assim, quando as pessoas pensarem em um determinado item, lembrarão imediatamente de seu e-commerce, onde procurarão mais informações. Independentemente do ramo, seja para empresas de terraplanagem e pavimentação ou lojas de roupas, é assim que funciona.

É o produto que gera a renda do e-commerce, portanto, deve ser muito bem planejado. Assim, você conseguirá vendas muito mais assertivas, além de conquistar um espaço e posicionamento adequado no mercado.

É importante que você escolha produtos dos quais compreende para vender. Boa parte da promoção que você fará em seu e-commerce envolve a sua autoridade enquanto referência de uma determinada área ou serviço.

Por exemplo, quando você se torna referência em estruturas metálicas, ou qualquer outro produto ou serviço, consegue converter muito mais vendas para sua empresa, melhorando consideravelmente os lucros.

Conhecendo seu público

Depois de definir o que vender, você precisa entender para quem você venderá estes produtos. Por isso, você precisa conhecer bem seu público, principalmente para conseguir explorar da melhor forma possível seu e-commerce.

O primeiro passo para entender seus consumidores é definir o público-alvo. Este é o grupo de pessoas com interesses em comum, que tem mais pretensão de consumir os produtos ou serviços oferecidos em sua loja virtual.

Definir o público-alvo requer uma série de testes e outras informações que, muitas vezes, são necessárias para você começar seu negócio.

Procure pessoas com o perfil de consumo que tem um maior potencial para encontrar em sua loja produtos que tenham interesse. Clientes que procuram por telha sanduíche térmica, ou outro item, costumam ter padrões de consumo que você pode identificar.

Se o seu produto atender a um nicho específico, seja por gostos e hobbies ou por perfil profissional, você pode começar a definir seu público-alvo deste ponto para conseguir uma exploração melhor de suas capacidades.

Entretanto, o público-alvo ainda é um conceito muito amplo, e passível de erros. Isso porque nem todas as pessoas envolvidas nesta métrica estão no momento certo de comprar um determinado produto ou serviço, por diversos motivos diferentes.

Para conseguir uma assertividade maior em seus questionamentos com relação ao público, o ideal é estruturar uma persona. A persona é uma idealização de seus clientes, uma figura fictícia que representa o cliente ideal.

Para conseguir dar mais realismo para este tipo de ação, você deve pensar na estrutura da persona como um todo. É importante dar nome, endereço e uma história para ela, mas você precisa ir mais fundo no psicológico.

Uma persona pode ser um advogado que está procurando um motor para porta automática, e deseja ter mais praticidade e agilidade em seu dia a dia, pois tem medo de perder o tempo precioso que tem com os seus familiares, por exemplo.

Compreenda os medos, anseios e desejos que um cliente em potencial pode oferecer, para conseguir compreender melhor suas possibilidades e engajar suas ações de marketing com muito mais eficiência.

Escolha uma boa plataforma

Decidir o melhor meio de ativar seu e-commerce é fundamental. Para isso, você precisa se atentar a alguns fatores muito importantes, que precisam ser planejados com calma, como:

  • Comprar um domínio;
  • Definir sua identidade visual;
  • Escolher um plano de hospedagem;
  • Definir sua plataforma de e-commerce.

Por conta da dificuldade que muitas pessoas encontram em usar as ferramentas disponíveis gratuitamente na internet, existe a possibilidade de você contratar um serviço que facilite todo o trabalho técnico para que você possa começar a vender.

Dessa forma, não há a necessidade de criar um material próprio e, por consequência, acaba evitando qualquer tipo de trabalho de TI que esteja acima de suas capacidades. As empresas de e-commerce costumam oferecer boas opções.

Além disso, este serviço costuma ser bastante acessível, permitindo que você consiga estruturar todo o seu negócio sem precisar passar por nenhum tipo de dificuldade no processo de construção de sua loja virtual.

Formas de pagamento

Aqui é um ponto de crucial importância. Para conseguir vender, o ideal é que você ofereça a maior quantidade possível de opções de pagamento dentro das limitações de seu tipo de negócio.

Entretanto, as transações pela internet envolvem a entrega de dados pessoais e bancários por parte dos clientes. Então, quando um cliente contrata, por exemplo, um corte e poda de árvores pela internet, ele deve efetuar o pagamento diretamente na plataforma.

Por conta da quantidade de crimes virtuais que acontecem por falhas em segurança, muitas pessoas ainda tem receio de chegar neste ponto da transação.

Por isso, você deve pensar na negociação de uma forma inteligente. Hoje, existem diversas empresas de pagamento que oferecem variedade de bandeiras e serviços, cobrando apenas uma porcentagem das vendas.

Além disso, as plataformas oferecem diversos certificados de segurança, que você pode colocar em seu site para tranquilizar seus clientes, estas empresas também possuem uma relevância boa no mercado, muitas vezes atraindo a confiança de seus clientes.

Atenção ao carrinho

Um dos principais problemas quando falamos de e-commerce é a taxa de abandono de carrinho. Trata-se do momento em que, após todas as escolhas serem feitas pelo cliente, ele desiste da compra.

Isso acontece por diversos motivos, mas um dos principais é a dificuldade em fazer o checkout. Isso significa que você deve procurar ao máximo evitar processos complexos de cadastros e muitas etapas antes do momento da compra.

Dessa forma, você acaba criando um ambiente mais confortável para o consumidor, que não terá problemas em ceder os dados e colocar as informações financeiras necessárias para concluir a venda.

Considerações finais

Iniciar um e-commerce pode parecer um ato complexo, mas é muito mais simples do que parece. Dentre as inúmeras vantagens de utilizar este formato estão a economia com os gastos de estoque e estabelecimento físico, além da facilidade de trabalhar na ferramenta.

Dessa forma, quando você consegue concluir todos os elementos necessários para suas vendas, acaba conquistando muito mais espaço para explorar um mercado que está em constante crescimento.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.