SB24Horas

Notícia na hora certa!

Como montar o planejamento financeiro de uma empresa

É verdade que empreender requer trabalho e dedicação, afinal, é uma ciência que precisa ser estudada, avaliada e reavaliada. Inclusive, quando se trata de dinheiro, é imprescindível montar um planejamento financeiro sólido, com todos os objetivos, as metas e os gastos. 

 

O ato de planejar permite às empresas e instituições estabelecer os recursos com mais eficiência. Isso vale para qualquer segmento, seja financeiro, na comunicação ou até mesmo no ramo alimentício. 

 

Ter um programa para controle financeiro empresarial é essencial e saudável para qualquer negócio. Inclusive, é possível, até mesmo, tentar prever o futuro financeiro da sua empresa com o planejamento.

 

Ademais, é um grande erro pensar no seguinte cenário: pessoas que começam a empreender e até têm um retorno financeiro favorável, entretanto, não têm planejamento, deixando tudo ir embora por água abaixo. 

 

Por isso, algumas perguntas devem estar presentes na vida de qualquer empreendedor neste momento, entre as consideradas principais, podemos elencar as seguintes questões: 

 

  • O capital gerado é suficiente para novos investimentos? 
  • Os fundos de reserva valem a pena?
  • Quantos clientes preciso para alcançar a primeira meta?
  • Meu orçamento está bem organizado?
  • Estou desperdiçando dinheiro em alguma ponta?

 

E com esses questionamentos, é possível começar um planejamento financeiro saudável e pé no chão. Neste artigo, vamos entender melhor como montar um planejamento e como esse método muda a vida financeira das pessoas e dos empreendedores. Confira!

Como fazer um planejamento financeiro para meu negócio? 

Para começar seu planejamento na hora da abertura de empresa SP, alguns componentes precisam ser analisados com cautela, por exemplo, questões sobre:

 

  • Fluxo de caixa;
  • Quanto dinheiro entra e sai;
  • Quais são os maiores gastos;
  • Quais serão os gastos no futuro.

 

É importante analisar também o quadro de funcionários que possui e em qual contexto está vivendo – lembrando que questões externas como economia do país, inflação, desemprego e crise podem afetar seu negócio.

 

Ademais, usar exemplos de negócios parecidos com o seu é um ótimo parâmetro em relação a metas. Compare as histórias, as ações e as atitudes – de forma saudável, claro. Lembre-se, crescer sem referências é muito mais difícil e nem sempre dá certo. 

 

Vale ressaltar que um planejamento financeiro não é algo estático – uma hora ou outra você vai precisar mexer, ver, rever, incluir ou excluir alguma ação ou investimento. Assim como as nossas vidas, os negócios também possuem movimentos próprios. 

 

Para facilitar o entendimento, separamos alguns elementos fundamentais na hora de montar o planejamento financeiro da sua empresa, são eles: 

 

  • Fluxo de caixa;
  • Uso planejado da receita;
  • Futuras aquisições;
  • Quantidade de capital necessário para o operacional;
  • Planilha de balanço financeiro: débitos e créditos;
  • Terceirização folha de pagamento.

 

Ademais, as projeções podem ser sazonais, ou seja, verificadas a cada temporada, a quantidade de tempo fica à seu critério – seis meses, nove, um ano, entre outras opções. Isto vai depender da dinâmica da empresa. 

 

O planejamento estratégico auxiliará a determinar o curso das ações que a empresa tomará, por exemplo: tarefas que estão agendadas, serviços que precisam ser entregues, determinação de prazos e atitudes. 

 

Além do que foi dito, entender que cada projeto que não for entregue, será uma renda que não entrará, também é de grande importância.

Conheça estratégia para um bom planejamento financeiro 

Para que um planejamento financeiro seja executado da melhor maneira, diversos pontos precisam ser colocados em prática. Ademais, é importante sempre avaliar a realidade em que a sua empresa se encontra.

 

Desse modo, vamos supor que você seja uma empresa de sistema de emissão de nota fiscal. Assim, é preciso que você avalie quantos clientes têm; como está o seu quadro de funcionários, verba entrando e saindo, entre outros pontos.

 

Pois bem, acima citamos um exemplo, mas alguns pontos servem para companhias diversas, sendo eles os seguintes:

1. Planejamento estratégico

É importante reforçar que o planejamento financeiro precisa começar com um plano estratégico consistente, independentemente do ramo de atuação. Assim, alguns questionamentos têm que ser respondidos, tais como: 

 

  • Vale a pena expandir o meu negócio?
  • Vale a pena comprar mais equipamentos?
  • Vale a pena contratar mais colaboradores?
  • Vale a pena apostar em novos recursos?
  • Como alinhar meu plano ao fluxo de caixa?
  • Devo contratar serviços da contabilidade para ajudar?
  • Financiamento é uma possibilidade? Se sim, quanto?

 

A partir das respostas de todas essas perguntas, monte planos com datas estipuladas, por exemplo, doze meses, seis meses, um ano, entre outras opções. Lembre-se, apenas você, gestor, é capaz de saber qual deve ser o cronograma da sua empresa.

2. Opte pelas projeções financeiras

As projeções em seu planejamento financeiro são fundamentais para dar a ideia que você precisa para entender qual serão suas necessidades no futuro próximo. Ou seja, projete até que você esteja entre as melhores empresas de factoring em SP.

 

Registre sua receita baseada nas previsões, inclua as despesas, os valores de vendas, a mão de obra, suprimentos, equipamentos, recursos e tudo que for necessário. Essa tarefa vai fazer toda a diferença. 

 

Tenha uma projeção com seus lucros e prejuízos, e uma com o balanço financeiro. Invente cenários possíveis, tanto otimistas quanto pessimistas. Esse exercício vai te auxiliar a se preparar para possíveis imprevistos – sejam eles bons ou ruins. 

3. Considere o financiamento

Se você tem sócios, sente com eles para conversar. Porém, se está sozinho, pense nas suas necessidades monetárias, ou seja, o quanto vai precisar gastar e se vale a pena optar por um financiamento.

 

Faça uma análise de todas as formas, possibilidades, valores para pagar e as mensalidades. Use suas projeções financeiras para determinar suas necessidades. É possível ter uma vida empresarial financeira sólida utilizando o método das projeções. 

4. Esteja pronto para imprevistos financeiros

Tenha dinheiro guardado, faça uma reserva robusta para que imprevistos financeiros não abalem sua empresa, não tirem o brilho e o investimento do seu negócio. Essas coisas podem acontecer a todo momento, entretanto, estar preparado é muito importante.

 

Essa ação vai fazer diferença. Pense como se fosse um seguro que você contrata, todo mês pague um valor, mesmo que imaginariamente, para si mesmo e esqueça. Se um dia precisar, estará lá. Porém, se ultrapassar suas metas, vai poder investir em novos recursos. 

 

Se precisar, contrate também serviços de consultoria ambiental, principalmente se sua empresa tiver relação com a área ambiental. 

5. Monitore seu planejamento

Após elaborar seu planejamento, monitore! Pode ser durante alguns períodos, pode ser todo final de mês. O que não pode é montar um plano e esquecê-lo. Esta análise possibilitará mudanças necessárias, avaliações próprias e até mesmo melhorias. 

Benefícios de um planejamento financeiro sólido 

As empresas que se dedicam ao planejamento financeiro conseguem aumentar suas receitas de maneira mais rápida, porém sólida. O pé no chão garante avanço seguro e investimentos reais.

 

Com os dados e estatísticas que você consegue adquirir com o planejamento, as tomadas de decisão são mais objetivas, eficientes e calculadas. Você só pode decidir se vai entrar em um lugar se souber o que te espera por lá. 

 

Se não souber, qualquer coisa que achar por lá será surpresa. No negócio, não pode haver surpresas – as surpresas, neste caso, normalmente são prejuízos.

 

Se você possui dinheiro sobrando, pois seu negócio está fluindo muito bem e sem surpresas, é possível investir em vários elementos necessários, como:

 

 

Então, não perca mais tempo e comece agora o seu planejamento com as dicas que apresentamos neste artigo. 

Considerações finais  

Neste artigo abordamos a importância de um planejamento financeiro empresarial sólido. Toda e qualquer loja, seja de roupas, alimentos orgânicos, jóias, flores, entre outras, precisam parar para pensar sobre isso. 

 

O que não faltam são pessoas que, um dia, já empreenderam, mas perderam tudo porque foram tomadas pela ganância, pela falta de planejamento, pela inveja e até mesmo porque não conseguiram ver além de seus narizes. 

 

Empreender é uma delícia, entretanto, se não souber como fazer, pode ser um verdadeiro tormento. Aposte em cursos e workshops, conheça pessoas, pergunte, visite. Não é demérito de ninguém correr atrás dos próprios sonhos. 

 

Seja criativo, aposte em campanhas tão criativas quanto você. O dinheiro é bom e todo mundo está em busca do melhor, então não tenha medo de pensar a respeito do dinheiro, de planejar um faturamento alto, de ter sonhos grandes. 

 

Entretanto, é possível arriscar novas maneiras de viver sem colocar sua saúde financeira em risco. Planeje, sempre planeje! Tudo o que deseja pode chegar até você com determinação, inovação, planejamento e trabalho, muito trabalho.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.