fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Variedades

Como investir no longo prazo em um cenário de tanta incerteza?

As crises como a causada pela pandemia do novo coronavírus trazem também oportunidades de investimento a longo prazo. Saiba aproveitar e confira as melhores oportunidades!

Neste cenário de pandemia e incerteza, muitas pessoas estão se perguntando qual é o melhor investimento a longo prazo do mercado, e se investir a longo prazo é realmente a opção mais indicada para momentos de incerteza e dúvidas como este.

 

Ao longo dos anos foi possível observar que as crises são mais frequentes do que gostaríamos, assim como também são imprevisíveis, e todas são diferentes umas das outras, trazendo mudanças no mercado e na forma de investimentos.

 

Além disso, é muito difícil perceber uma crise se construindo, e normalmente elas só são vistas quando já estão grandes demais e causam mais danos do que o previsto.

Transformações causadas pela crise

No entanto, outra característica das crises, talvez a melhor delas, é que elas passam.

 

Elas podem até mudar o mundo, deixar marcas, mas a vida continua, apesar de que a crise atual particularmente tem sido mais difícil por conta das tantas vidas perdidas, algo inédito no mundo moderno.

 

Em um cenário como este, é muito importante saber qual investimento rende mais no longo prazo, pois este deve ser o principal foco de quem investe no mercado financeiro.

 

Os ativos precisam de tempo e do efeito dos juros compostos para alcançar seu potencial de rentabilidade.

 

E neste caso, a Bolsa de Valores tende a ser a melhor opção de investimento, seja pela compra direta de ações ou por meio dos fundos de ações e multimercados.

O que fazer na crise?

Muitos brasileiros investem em fundos, renda fixa e na bolsa, e nesta crise todos sofreram.

 

Portanto, é difícil saber o que fazer com o dinheiro neste momento tão particular e doloroso. Mas a resposta não foge muito dos tempos de tranquilidade: planejar muito bem a sua carteira de investimentos. Isso porque toda crise também gera oportunidades.

Investimentos recomendados

O impacto do novo coronavírus na economia mundial reflete-se no preço dos ativos financeiros, que caem de valor e ficam mais atrativos para investidores, pois passam a ter uma assimetria favorável. Isto é: menor downside (espaço para cair) e maior upside (espaço para subir).

 

Este fato combinado à queda na taxa básica de juros forma um bom cenário para quem procura investimentos mais arrojados, que evidentemente têm maiores riscos, mas também trazem maior rentabilidade.

 

Por isso, nunca deve-se concentrar grande parte do patrimônio em apenas uma classe de ativo, a diversificação da carteira de investimentos é muito importante para reduzir os riscos.

 

É indicado também sempre ter uma reserva de emergência em investimentos mais conservadores, com resgate diário, como um fundo DI renda fixa simples, que investe apenas em títulos do Tesouro Selic, para cobrir necessidades emergentes e para aproveitar oportunidades que possam aparecer.

 

Também é necessário ter paciência e sangue frio, pois pode haver bastante volatilidade no meio do caminho, e o valor das ações adquiridas pode cair mais antes de começar a subir.

 

Para se precaver, uma ideia é comprar ações aos poucos, para ter mais recursos caso o mercado caia mais. Além disso, também é importante pensar no maior prazo possível e nunca investir um dinheiro que pode ser necessário no curto prazo.

Como os brasileiros estão investindo?

Um estudo realizado em março deste ano com base nos usuários do aplicativo Fliper – que consolida investimentos de bancos e corretoras de maneira automática e tem mais de 60 mil contas de investimentos – mostra a tendência dos investidores brasileiros em aproveitar a crise para encontrar ofertas atrativas.

 

Em primeiro lugar da lista ainda figura o Tesouro Selic 2025, um ativo de renda fixa normalmente utilizado como reserva de emergência, mas as duas posições seguintes são de renda variável: a ação ITSA4 (Itaúsa PN N1) da bolsa de valores ocupa a segunda colocação, à frente do fundo de ações Alaska Black, como os preferidos dos brasileiros.

 

O estudo também levantou o ranking de ativos que mais chamaram a atenção dos investidores brasileiros em quatro categorias diferentes de renda variável: ações, fundos de ações, fundos multimercados e fundos imobiliários.

 

Entre as ações, além da ITSA4, as mais buscadas foram as ações PETR4 (Petrobras PN N2) e VVAR3 (Via Varejo ON NM). Entre os fundos de ações, os preferidos além do Alaska Black foram Equitas Selection e Brasil Capital 30.

 

Já entre os fundos multimercados, as três primeiras colocações do ranking são de Bahia Marau, Kapitalo Kapp e Gripen (SPX Nimitz).

 

Finalmente entre os fundos imobiliários os destaques são VISC11 (Vinci Shopping Centers) em primeiro, seguido por XPML11 (XP Malls) e HGLG11 (CSHG Logística).

Fique sempre atento às oportunidades

Além de ficar atento às oportunidades de mercado, também é importante realizar sempre o rebalanceamento da carteira de investimentos, que consiste simplesmente em comprar mais do que ficou mais barato, pois no longo prazo o valor dos bons ativos com toda certeza vai se recuperar, e o lucro será maior.

 

É importante lembrar que o estudo citado aqui é apenas uma referência, não se tratando de recomendações de investimento. Para isso, conte sempre com a ajuda de um consultor de investimentos, para ajudar você a tomar as melhores decisões de acordo com seu perfil e objetivos.

Comentários