Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

24horas Variedades

Como funciona o consórcio imobiliário?

Entenda mais sobre essa modalidade de compra de imóveis.

 

Quando você decide adquirir uma casa ou apartamento pode optar por pagá-lo à vista ou fazer um financiamento. Pagar à vista é uma alternativa mais complicada, já que nem todas as pessoas possuem uma alta quantia de dinheiro guardado. Além disso, a segunda opção significa assumir uma dívida com o banco — e estamos falando de algo de longo prazo.

 

Se você não tem pressa de se mudar, uma alternativa interessante — e que permitirá o pagamento à vista – é a compra de imóvel com um consórcio imobiliário. Essa modalidade é bastante vantajosa e não tem juros, como acontece no caso dos empréstimos e financiamentos.

 

Para quem ainda está pesquisando qual a melhor forma de realizar o sonho da casa própria, nada melhor do que conhecer um pouco do funcionamento dos consórcios de imóveis.

O que é o consórcio imobiliário

Um consórcio imobiliário é um processo de compra de casas e apartamentos em que um grupo de pessoas se reúne para juntar um determinado valor. Para isso, é preciso saber exatamente quanto vale o imóvel que deseja investir.

 

É necessário contribuir todos os meses com uma parcela e um dos integrantes do consórcio é contemplado com a carta de crédito. Isso ocorre através de sorteio ou quando se encerram todas as parcelas a serem pagas.

Como funciona o consórcio imobiliário

O funcionamento do consórcio de imóveis não tem grandes segredos. Primeiro, procure uma consorciadora e informe quanto vale o imóvel que pretende comprar. Feito isso, o passo seguinte é entrar num grupo que melhor se encaixa no seu orçamento em relação ao prazo e parcelas.

 

A partir daí, você compra uma cota de consórcio e se une com outras pessoas com o mesmo objetivo. As parcelas pagas mensalmente pelos consorciados compõe uma poupança para adquirir a carta de crédito, que será entregue a um dos participantes, assim que for contemplado.

 

Em seguida, é necessário pagar as parcelas do consórcio todos os meses, para que possa participar dos sorteios. Também é possível adiantar parcelas e aumentar as chances de ser sorteado, através dos lances livres.

 

Se for contemplado, você recebe a carta de crédito e pode adquirir sua casa ou apartamento. Ainda assim, deve continuar pagando as parcelas restantes do consórcio, ou pode ser punido. O único caso em que não é necessário continuar a pagar o consórcio é quando a carta de crédito é adquirida no fim das parcelas.

 

Quem deixa de pagar as parcelas, tendo sido contemplado ou não, pode ser removido do consórcio. Se já tinha a carta de crédito, perde o direito a ela, ou seja, terá que devolver o imóvel.

 

Resumidamente, o passo a passo do funcionamento do consórcio é:

 

  • Entrar em contato com a administradora;
  • contratar o consórcio imobiliário;
  • pagamento das parcelas;
  • participação em sorteios;
  • contemplação com a carta de crédito;
  • compra do imóvel.

Principais vantagens da modalidade

Apesar de demorar mais tempo para se mudar, o consórcio imobiliário possui vantagens em relação a outras modelos de compra de imóveis, como:

Menos burocrático

Quem decide participar de um consórcio não precisa comprovar renda, assim, se torna prático para todos, até para autônomos.

Mais opções de planos

Os bancos trazem opções de financiamento e empréstimos muito parecidas, o que muda é a taxa de juros. No caso do consórcio, há vários planos diferentes, com prazos e valores que cabem no seu bolso.

Sem entrada

Assim que assinado o contrato do consórcio, não é preciso pagar uma parcela de entrada, como ocorre nos financiamentos. Sua responsabilidade são apenas as demais parcelas acordadas.

Sem taxa de juros

Outra grande vantagem dos consórcios é a ausência de taxa de juros. Num financiamento, você acaba pagando ao banco um valor bem mais alto do que o equivalente à sua casa ou apartamento. No consórcio, as parcelas estão relacionadas ao preço de mercado do imóvel.