Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Como desenvolver uma mente criativa para escrever conteúdos?

mente criativa

Escrever nem sempre é uma tarefa fácil e, dependendo do assunto, inúmeros desafios podem surgir para atrapalhar e bloquear a criação de conteúdo, mesmo que o escritor tenha uma mente criativa e saiba muito bem o que está sendo feito.

 

Pensando nisso, hoje, falaremos sobre formas de tornar a sua mente mais criativa e sobre técnicas que podem ser abordadas para que você tenha menos bloqueios no momento em que for escrever e criar o seu próprio conteúdo.

 

Diferentemente do que muita gente pensa, escrever não é apenas sentar e começar a digitar o que vem à mente, tendo a certeza de que o leitor se agradará com tudo que for descrito a ele e aprovará a sua escrita, ideias e formas de expor o conteúdo.

 

Muito pelo contrário, mesmo que o assunto do texto seja sobre serviço de terraplenagem, é necessário toda uma pesquisa que antecede o conteúdo para que, aos poucos, as ideias e conexões sejam formadas na mente do escritor e ele consiga colocá-las no papel.

 

Ou seja, acima de qualquer coisa, a informação passa por uma espécie de filtro, que seria a cabeça do escritor, que irá elaborá-las de acordo com o que é necessário para o tema do texto e transpor essas ideias de maneira lógica e que tenha algum sentido.

 

Porém, nem sempre todas as informações necessárias estão em um único lugar, aumentando ainda mais o trabalho da pessoa que escreverá, fazendo com que tenha de buscar mais fontes de informação sobre uma caçamba de entulho, por exemplo.

 

Então, a partir dessas fontes adicionais, é formado um conteúdo único, ou seja, que é criado a partir das várias referências que o autor ou escritor tem. Este é o princípio e o conceito de criatividade.

 

Seguindo esta linha de raciocínio, antes mesmo de pensar nas técnicas necessárias para desenvolver uma mente mais criativa, é necessário entender um pouco mais a fundo este conceito que acabamos de ver no parágrafo anterior. 

O que é criatividade?

Definir de fato o que é criatividade é uma tarefa bastante difícil, mas muitas pessoas que estudam o assunto dizem que é a habilidade de se criar algo único através das referências que o indivíduo ou grupo tem.

 

Ela pode envolver tudo, desde filmes e desenhos até mesmo um bebedouro industrial 100 litros, dependendo logicamente do que será necessário para desenvolver a sua ideia, das metas que se pretende atingir e onde pretende chegar.

 

Pensando nisso, podemos destacar então alguns elementos que servem para compor a criatividade de um indivíduo ou grupo:

 

  • Meta a ser atingida;
  • Referências utilizadas na composição;
  • Implementações para desenvolver a ideia;
  • Técnicas utilizadas para lapidar o resultado.

 

Dessa forma, mesmo que a criatividade seja utilizada para desenvolver um novo software que faça algo que os outros não fazem ou, até mesmo, para divisórias com isolamento acústico, ela funcionará de forma mais eficiente e menos aleatória.

 

Outro critério que deve ser analisado conforme você aprende a desenvolver uma mente mais criativa são os seus pontos fortes e que, com toda certeza, podem influenciar na hora de utilizar da criatividade para escrever ou planejar alguma nova ideia.

 

É comum que alguém seja muito bom desenvolvendo ideias em um papel, porém péssimo em elaborar um planejamento que precise ser criativo para a empresa emplacar naquele segmento. Então, é necessário conhecimento sobre você mesmo.

 

Agora que você já sabe o básico sobre criatividade, fica muito mais fácil de desenvolver e organizar as suas ideias sobre uma centrifuga de acucar, por exemplo.

 

Sendo assim, confira agora algumas dicas e orientações de como desenvolver essa mente criativa para escrever sobre conteúdos em específico, bem como para ficar mais fácil no momento de colocar suas ideias no papel.

Como desenvolver uma mente criativa?

Quando o assunto é escrita, algumas dicas e orientações podem te ajudar consideravelmente. Porém, é bom começar a tentar enxergar sempre mais além, para que se crie o hábito de ter diversas ideias fluindo em sua mente, mesmo que pareçam absurdas.

 

Isso incentiva o seu pensamento a sempre se manter constante e, é possível que, dentre tantas ideias diferentes e únicas que possam surgir em sua mente, você consiga aproveitar alguma delas de modo que seja mais palpável e tangível.

01 – Cuidado com as armadilhas

Seja na tentativa de fazer o marketing de limpeza de condomínios preços ou de escrever o próximo best seller nas livrarias, todos devem tomar muito cuidado ao desenvolver uma mente criativa por causa das armadilhas convencionais que ela pode impor.

 

Podemos chamar essas armadilhas como a falta de confiança e o excesso de rigidez, fazendo com que elas anulem o seu processo criativo e façam com que você não consiga desenvolver exatamente o que quer ou o que precisa.

 

A pessoa que é muito rígida com a sua escrita pode pensar que tudo que escreve nunca é bom o suficiente, fazendo com que nada saia do papel, enquanto a que não tem confiança acaba criando o receio de inovar e escreve sempre a mesma coisa.

 

Tome cuidado com ambos, mesmo que a escrita seja sobre algo mais técnico como telha termoacustica preço.

02 – Converse sobre as suas ideias

Imagine quantas ideias não surgiram de um brainstorming. Conversar com alguém de confiança e debater sobre possíveis possibilidades de desenvolvimento de uma ideia inicial pode ser o que você precisa para começar a escrever conteúdos de uma forma criativa.

 

Ao mostrar o porquê acredita que algo pode funcionar ou expor os pontos que fundamentam o seu pensamento, a outra pessoa pode começar a enxergar como você e te dizer algumas opiniões dela mesma que podem contribuir com a sua ideia inicial.

 

Isso deixa o seu pensamento crítico e criativo mais maduro e te ajuda a enxergar, talvez, algumas situações que antes você não conseguia ver por estar tão imerso em um mar de possibilidades e imaginação. Portanto, aproveite disso ao máximo.

 

Imagine o quanto o seu texto sobre o novo projeto spda pode ficar mais completo e atrativo com uma simples sessão de 20 minutos de brainstorming.

03 – Aumente as suas referências

Como dito anteriormente ao longo do texto, cada pessoa é feita das suas referências e pode muito bem utilizá-las para criar algo novo e conseguir desenvolver seus conteúdos de maneira única e excepcional.

 

Ou seja, quanto mais você conhece sobre determinado assunto, maior é a probabilidade de desenvolvê-lo e conseguir adicionar pequenas ideias que, quando postas no papel e após serem lapidadas, criam algo único e que podem deixar a sua marca como escritor.

 

Por exemplo, ao escrever sobre culinária nacional, quanto mais você souber sobre, melhor seu texto ficará, afinal, mais curiosidades e detalhes serão expostos nele. Além de você conseguir colocar a sua própria experiência para auxiliá-lo na escrita.

 

Sendo assim, este é um dos pontos a se tomar cuidado e desenvolver bem. O grande problema de pessoas que escrevem conteúdo é não ler ou se informar o suficiente, fazendo com que o material fique muito raso e de pouca qualidade.

04 – Busque sempre algo novo

Ainda relacionado com o tópico anterior, um grande erro de pessoas que tentam ser criativos na hora de criar um conteúdo relevante é se prender apenas a sua zona de conforto e se limitar a conhecimentos de seus gostos ou cotidiano.

 

Conhecer novas culturas, estilos musicais, fundamentos religiosos e até mesmo livros e obras cinematográficas pode expandir e muito o seu pensamento, fazendo com que o cérebro esteja em constante trabalho e se desenvolva de forma mais natural.

 

Não apenas isso, mas também aumenta a quantidade de referências que você possui, aumentando consequentemente o seu acervo de informações e de ideias que, futuramente, podem ser não só úteis, mas essenciais em seu processo criativo.

Considerações finais

Hoje, entendemos um pouco melhor sobre os conceitos que abordam o tema da criatividade, os elementos que podem te ajudar a ser mais criativo em um contexto geral, além de dicas que podem te ajudar a escrever conteúdos utilizando a sua criatividade.

 

Claro que todas essas orientações e dicas variam de pessoa para pessoa, e cada um tem o seu próprio jeito de escrever e de estimular o processo criativo, cabe a você buscar mais informações e ter um conhecimento próprio de como desenvolver o seu.

 

Porém, essas dicas podem te dar um norte para seguir e encurtar o processo, ajudando a ser mais efetivo na hora de escrever seus conteúdos e, dependendo para onde está trabalhando, conseguir aquela promoção e ser ainda mais reconhecido no mercado.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.