Com o título, seleção retorna ao ‘top 10’ do futebol mundial

Conquista da Copa das Confederações fez Brasil subir 13 posições no ranking

672960172Foto: Rafael Ribeiro / CBF

 

Ranking da Fifa

1. Espanha, 1.532 pontos
2. Alemanha, 1.273
3. Colômbia, 1.206
4. Argentina, 1.204
5. Holanda, 1.180
6. Itália, 1.142
7. Portugal, 1.099
8. Croácia, 1.098
9. Brasil, 1.095
10. Bélgica, 1.079
11. Grécia, 1.038
12. Uruguai, 1.016
13. Costa do Marfim, 1.009
14. Bósnia, 995
15. Inglaterra, 994
16. Suíça, 987
17. Rússia, 979
18. Equador, 932
19. Peru, 898
20. México, 880

O título da Copa das Confederações não restaurou apenas o respeito à seleção brasileira no exterior – graças às cinco vitórias na competição, incluindo triunfos contra seleções como Itália, Uruguai e Espanha, o país voltou a ter uma posição mais honrosa no ranking da Fifa. O time do técnico Luiz Felipe Scolari aproveitou seu único compromisso oficial antes da Copa do Mundo para saltar da 22ª posição na última edição da lista para o nono lugar. O retorno ao “top 10” foi possível também graças aos resultados dos amistosos disputados no início do mês (empate com a Inglaterra e vitória sobre a França). Mesmo depois da derrota inapelável para os brasileiros na final de domingo, no Maracanã, a Espanha segue no topo, com 1.532 pontos (o Brasil tem 1.095). A seleção brasileira conseguiu dar um salto de treze posições no ranking muito em função da força dos oponentes derrotados – vitórias contra seleções em melhor colocação valem mais pontos.

Na próxima edição da lista, no entanto, o Brasil não terá mais pontos a somar: ela sai em 8 de agosto, e o time de Felipão só volta a campo no dia 14 do mesmo mês, para enfrentar a Suíça, na casa do adversário. Na lista divulgada nesta quinta-feira, a Alemanha manteve o segundo lugar e a Colômbia, graças a uma ótima campanha nas Eliminatórias, saltou nada menos que quatro posições, chegando à terceira colocação – a melhor posição de sua história. Ela está à frente até da Argentina, que lidera o torneio classificatório sul-americano. Não foi só o Brasil que se beneficiou da Copa das Confederações: o Uruguai, quarto colocado, subiu sete posições para chegar ao 12º lugar enquanto a Itália, medalha de bronze no Brasil, subiu dois degraus, chegando ao sexto lugar. Além das dezesseis partidas disputadas na Copa das Confederações, a nova edição do ranking contabiliza os resultados de 89 jogos de Eliminatórias para a Copa e 29 amistosos.

Comentários

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta