SB24Horas

Notícias na hora certa!

Co Founder da The African Pride recebe embaixador da Tanzânia no Rio

Encontro discutiu preparativos para a participação brasileira no FESTAC, maior festival de cultura de África

Único país do continente africano liderado por uma presidente mulher, a Tanzânia se prepara para receber, após 04 décadas, o FESTAC, encontro cultural histórico que está em sua 3 edição. Sob uma nova perspectiva e tendo o Brasil como país convidado da União Africana, o maior festival de cultura do continente africano, volta com aa missão de promover também, turismo, gastronomia e novos negócios tendo como interface a troca de conhecimentos e tecnologia entre o continente e o país que mais recebe africanos no mundo desde 1550.

Fundadora da empresa The African Pride, Carolina Maíra Morais lidera a comitiva brasileira que embarcará para o festival em maio de 2022 com o intuito de ampliar estas relações e estabelecer cada vez mais, os laços que unem África e Brasil. “É um desafio e uma honra para nós, poder representar o Brasil neste evento histórico. Em um momento em que o mundo reergue sua economia e suas relações pessoais. Construir pontes estreitas com o continente é mais do que uma necessidade, é uma estratégia vital de crescimento,” afirma Carolina, que recebeu comitiva encabeçada pelo embaixador da Tanzânia do Brasil, professor Adelardus Kingali. No encontro realizado no Rio de Janeiro, foram discutidas as perspectivas de intercâmbio cultural, econômico, turístico e educacional entre os dois países.

O FESTAC é conhecido por suas edições do Senegal (1966) e na Nigéria (1977) e, depois de um longo intervalo, com a força da juventude africana e diaspórica, o festival ganha novos contornos voltando o seu olhar e foco para o turismo, economia criativa e expansão de networking. O local escolhido para a edição deste ano que acontecerá entre 23 e 29 de maio, é a ilha de Zanzibar, um paraíso com praias paradisíacas, esportes, prédios históricos e uma culinária baseada em especiarias indianas. “A Tanzânia é a terra de todos, homens e mulheres, e está de portas abertas para receber os brasileiros. Zanzibar, cujo o nome em Swahili significa terra dos homens pretos, certamente entrará para o destino de férias mais procurado por nossos irmãos, pelas suas belezas naturais e encantos históricos,” afirma o embaixador Adelardus Kingali.