Cinco dicas para curtir o Carnaval com saúde

O Carnaval é uma das festas mais esperadas pelos brasileiros, que costumam cometer alguns excessos nos quatro dias de folia. Para aproveitar os festejos com saúde e, ainda, ter pique para os outros dias, confira algumas dicas do diretor da B2 Saúde, o médico Francisco Vignoli.

 

1-Alerta: drogas e álcool

No Carnaval, muitos foliões buscam drogas que ampliam a percepção do prazer e, também, abusam de medicamentos que prometem aliviar os sintomas da ressaca rapidamente. Mas o consumo de medicamentos sem prescrição, e, ainda, combinados com bebidas alcoólicas pode ser perigoso. “Cada um deve conhecer os seus limites. A combinação de algumas drogas com álcool pode trazer reações adversas, como arritmia cardíaca, síncope e perda de sentidos, o que pode ser perigoso, principalmente para aqueles que estão no meio da multidão e não sabem se possuem patologias cardíacas”, explica Vignoli.

 

2- Cuidado com a combinação energético e bebidas alcoólicas

Uma prática bastante comum é a combinação de bebidas alcoólicas e energéticos, que pode trazer riscos, alerta o especialista Francisco Vignoli. “Em excesso, o consumo pode aumentar a pressão arterial, causar arritmias, palpitações e até problemas mais graves. O energético também altera as percepções e pode mascarar os sintomas da embriaguez”.

 

3-A importância da hidratação

De acordo com o especialista, a palavra-chave para curtir o Carnaval é a hidratação. “É muito importante beber água para aguentar os longos períodos de festa e, principalmente, para prevenir os efeitos do excesso de consumo de álcool”, explica Vignoli.

 

4-Equilíbrio na alimentação

O Carnaval é um período de festas muito intenso, no qual as pessoas desgastam-se pelo excesso de esforço físico. Portanto, o médico da B2 aconselha que as pessoas devem ter um cuidado especial com a alimentação. “As pessoas devem priorizar os alimentos mais leves para não sobrecarregar o organismo”, ressalta

 

5-Bom senso e prevenção

Segundo Vignoli, as principais dicas para foliões são bom senso e prevenção. “Não dirija se tiver ingerido álcool e faça sexo com prevenção, usando camisinha”, conclui.

 

 

Médico Francisco Vignoli, B2 Saúde

Comentários

Notícias relacionadas