Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

24horas

Cerimonias de casamentos personalizadas é possível? Conheça o trabalho do Jovem Celebrante

O entrevistado de hoje do nosso portal é Marco Aurélio Nogueira dos Santos, mais conhecido nas redes sociais como jovem celebrante.

Casado desde fevereiro de 2017, ele não começou na carreira de falar sobre amor por acaso. Aqui, ele nos conta um pouco de sua origem, seu diferencial no momento de celebrar e o porquê desse apelido tão peculiar. Confira!

Portal: Marco, em primeiro lugar, é uma satisfação estar te recebendo hoje aqui para saber um pouco mais de você e de toda essa sua meteórica carreira profissional. Aliás, qual a origem do apelido: jovem celebrante?

Seja bem-vindo!
Marco: O prazer é todo meu de estar aqui com vocês hoje. Bem…a frase que eu mais escuto até então quando atendo os noivos é: “Nossa, você é tão jovem!” Daí nasceu a ideia de jovem celebrante, na qual de forma inspiradora, imprimo o meu estilo poético e moderno com doses de reflexões filosóficas, mas com um misto de diversão e bom humor.

Portal: Para quem está acompanhando esse nosso bate papo, o Marco ainda não sabia, mas a vocação dele para as celebrações veio desde o tempo da universidade, não é isso?

Marco: Ah, isso mesmo! Eu sempre fui desinibido, do tipo de aluno que tinha a “missão” de apresentar os trabalhos em grupo lá na frente e de ser o orador da turma da Faculdade. Quem sabe, eu já tinha esse dom de encantar os outros, ainda que não fosse para falar de amor naquela época (risos).7

Portal: Bom, a gente sabe que no seu casamento, em fevereiro de 2017, você escreveu um voto personalizado para a sua noiva (hoje esposa, Laís Nayanne) e aquilo chamou a atenção de uma convidada, que pediu a você para fazer a sua celebração. Mas não foi exatamente isso que impulsionou sua carreira, né? Conta mais para gente!

Marco: Pois é… acho que o divisor de águas da minha atuação como celebrante de casamentos aconteceu depois que o teaser da segunda celebração que eu fiz, foi publicado em uma página do Facebook, tendo um alcance de 2 milhões de pessoas. A partir deste momento, eu comecei a ser chamado por noivas de todo o Brasil.

Portal: E hoje em dia, o que muitos casais pedem são as chamadas cerimônias personalizadas, correto? Como funciona essa parte?

Marco: Corretíssimo! Na minha visão ser um celebrante é poder gerar uma experiência marcante para o casal e, também, para convidados. E nesse sentido, a versatilidade e o dinamismo correm juntos numa fala romântica e poética, tornado o momento inesquecível no toque profundo de palavras leves e atemporais.

Portal: A gente sabe que você “inventa moda” na hora da celebração se fantasiando até de personagem de filme (Harry Potter), é isso mesmo?

Marco: Sim, isso mesmo! Claro que vão existir os casais mais convencionais, porém, também existem aqueles que são fãs de determinados filmes, times de futebol, os que querem um tom religioso, espiritualizado… Enfim, o que eu gosto de deixar claro nas minhas cerimônias é que o jovem celebrante traduz a personalidade do casal, ou seja, o mais importante não é o quanto se fala, mas o que se fala.

Portal: Para finalizar, tem alguma frase que marca a sua vida como celebrante?

Marco: Bom, eu gosto muito de uma frase do escritor russo Liev Tolstói: “Na vida só há um modo de ser feliz, viver para os outros”. Hoje eu vivo literalmente de contar histórias de amor.

Quer saber mais e conhecer outras histórias e informações do nosso entrevistado? Dá uma olhada no trabalho dele pelo Instagram: @jovemcelebrante.