Cerca de 180 alunos participaram da prova de seleção para bolsas integrais do NEI, da Fundação Romi, realizada no sábado

Lista com aprovados será divulgada no dia 18 de novembro; quem perdeu a prova pode se beneficiar com um plano de descontos que será oferecido até o final do mês

 

Cerca de 180 candidatos prestaram a prova de seleção para bolsas integrais do Núcleo de Educação Integrada (NEI), escola regular em tempo integral da Fundação Romi, realizada no último sábado, 11 de outubro. Os alunos participantes tiveram que responder 25 questões dissertativas e de múltipla escolha das disciplinas português, matemática e ciências, além de redigir uma redação. A abstenção chegou a 17% dos inscritos.

 

A instituição recebeu 217 inscrições para 15 vagas de alunos que irão cursar o 6º ano do Ensino Fundamental II, em 2015. O resultado será divulgado no dia 18 de novembro no site www.fundacaoromi.org.br.

 

Segundo a Coordenadora Pedagógica da Fundação Romi, Luciana Bueno Bruscagin, quem perdeu a prova pode se beneficiar com o plano de descontos que a escola oferece até o final deste mês. “Estamos com matrículas abertas e ainda há vagas para alunos do 6º e 7º anos do Ensino Fundamental II”, explica.

 

Para mais informações sobre a matrícula, é só entrar em contato com a secretaria da escola pessoalmente ou pelo telefone 3499-1553 e 3499-1556.

 

 

NEI

 

Atenta às necessidades educacionais da atualidade, a Fundação Romi está implantando, de forma progressiva, mudanças no Núcleo de Educação Integrada. Depois de 21 anos da sua criação, como projeto em contra turno para estudantes da rede pública de Santa Bárbara d´Oeste, o NEI passou a ser, neste ano, escola regular. A partir de 2015, os novos ingressantes irão pagar uma mensalidade para custeio da infraestrutura e do corpo docente da instituição, que não tem fins lucrativos. Os estudantes que iniciaram no NEI até o ano passado terminarão seus estudos como bolsistas integrais até o 9º ano.

 

No NEI, o método de ensino é diferente e inovador, voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades de alunos do 6º ao 9º ano. Com uma metodologia participativa, o trabalho é desenvolvido em grupos, nos quais os participantes resolvem desafios criados pelos professores, nas diferentes áreas do conhecimento: Ciências, Filosofia, Português, Geografia, História, Educação Física, Expressão Corporal, Música, Inglês, Artes, Leitura, Interpretação, Matemática por meio de jogos e Lógica, Tecnologia da Informação e Comunicação e Português.

 

“Nossa metodologia e forma de organizar tempo e espaço proporcionam a integração e a compreensão dos saberes de forma prazerosa. Valorizamos e incentivamos a expressão criativa do aluno em todas as áreas do conhecimento, seja de base curricular ou extracurricular, através de diversas práticas, nas quais o lúdico, a arte, o jogo, o diálogo e a exploração promovem o desenvolvimento da autonomia, socialização e o aprender a aprender”, explica a coordenadora pedagógica da Fundação Romi, Luciana Bueno Bruscagin.

 

Fundação Romi

 

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social por meio da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 37 mil pessoas por ano por meio de seus quatro grandes eixos: Centro de Documentação Histórica (CEDOC), o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), o Núcleo de Educação Integrada (NEI) e a Estação Cultural (EC). Tendo como apoiadora as Indústrias Romi S.A., instituições governamentais, não governamentais e a inicia privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir números mais expressivos por meio de suas áreas de atuação, seus programas e seus projetos. Para mais informações, acesse o site: www.fundacaoromi.org.br.

 

A Fundação Romi está localizada na Avenida Monte Castelo, 1095 – Jd. Primavera, em Santa Bárbara d´Oeste.

Comentários

Notícias relacionadas