Centro Cultural Léo Sallum comemora 15 anos com programação especial


O Centro Cultural e Biblioteca Professor Léo Sallum, na Zona Leste da cidade, comemora seus 15 anos com programação especial à população. Nos dias 21, 22, 23 e 25 de setembro, o local oferecerá contação de histórias, espetáculos infantil e adulto. As atividades são gratuitas e voltadas para todas as idades. Inaugurado em 21 de setembro de 2.000, o espaço cultural conta com amplo acervo de livros e periódicos que passam por constantes atualizações, além de oferecer inúmeras oficinas e exposições de trabalhos de artistas da cidade.

 

Como parte da programação, no dia 21 deste mês, às 14 horas, haverá contação de histórias com a contadora Renata de Paula; no dia 22, às 14h30, terá espetáculo infantil intitulado “Toró de Histórias” com Cia de Teatro Xekmat; no dia 23, às 9h30 e às 14h30, contação de histórias novamente com Renata de Paula; e por fim, no dia 25, às 20 horas com espetáculo “o Broto” com Cia Di Atus.

 

Estrutura

O prédio do Centro Cultural e Biblioteca Prof° Léo Sallum conta com 765 metros quadrados e dispõe de piso superior com salas onde são realizados os cursos culturais, exposições, palestras e apresentações. No piso inferior, encontra-se o acervo de livros com 25 mil exemplares e a sala de informática, com 20 computadores para uso da comunidade. Atualmente, são 15 mil leitores inscritos na Biblioteca para empréstimos de livros. Para os cursos culturais as inscrições são realizadas nos meses de julho e dezembro.

 

Homenageado

 

José Assad Sallum, o Professor Léo Sallum, teve uma vida dedicada à educação. Mesmo atuando na área de odontologia nunca deixou de ministrar aulas. Filho de Julieta Baruque Assad Sallum e Said Assad Sallum, ele nasceu em Santa Bárbara em 19 de junho de 1932. Cursou o primário no grupo escolar Dona Castorina Cavalheiro e estudou científico e secundário no Liceu Nossa Senhora Auxiliadora, em Campinas. Formou-se em odontologia pela PUC-Campinas, em 1955. Durante seus estudos exerceu a profissão de radialista.

Em dezembro de 1955, casou-se com Therezinha Ferraz Assad Sallum com quem teve 3 filhas. Residindo em Nova Odessa, foi vereador na legislatura de 1964/1968. Mudou-se para Santa Bárbara d’Oeste no ano de 1969, onde exercia a profissão de dentista e professor. Foi professor durante 23 anos nas escolas Comendador Emílio Romi, Profª Maria Guilhermina Lopes Fagundes, Profª Alcheste de Godoy Andia e Profª Juvelina de Oliveira Rodrigues.

Na década de 70, participou da vida cultural da cidade com a “Coluna do Léo”, que era publicada semanalmente pelo Jornal d’Oeste, onde comentava sobre os fatos culturais da cidade. Trabalhou nas Rádios Brasil e Santa Bárbara FM, onde comandou o programa “Memórias Culturais”. Em 1997, trabalhou como assessor administrativo da Prefeitura de Santa Bárbara, onde permaneceu até o seu falecimento em 17 de janeiro de 1999.

Fotos: Arquivo/Prefeitura
Assessoria de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas