Política Santa Bárbara d´Oeste 

CEI do FGTS recebe 1.857 páginas referentes à conciliação bancária da Prefeitura

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar possíveis irregularidades no recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) pela Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste no período de 2013 a 2019, durante as duas gestões do prefeito Denis Andia (PV), reuniu-se, na manhã de hoje (04), para oficializar o recebimento dos últimos documentos enviados pelo Executivo. Trata-se da conciliação bancária, ou seja, a composição do saldo da conta da Prefeitura com a informação da contabilidade, somando o total de 1.857 páginas.

 

“Toda essa documentação será encaminhada ao corpo técnico da Casa de Leis e uma nova reunião já foi agendada para a quinta-feira, 07 de novembro, para que possamos constatar se havia dinheiro em caixa, qual foi a prioridade dos pagamentos e o que justifica o não recolhimento do FGTS. Esse é um assunto muito técnico que exige a análise de especialistas”, diz o presidente da CEI, vereador Valdenor de Jesus Fonseca, o Jesus Vendedor (DEM).

 

Além de Jesus e dos demais membros da CEI: os vereadores Ducimar Cardoso, o Kadu Garçom (PL) – relator; Edivaldo Meira, o Batoré (SD); e Celso Luccatti Carneiro, o Celso da Bicicletaria (PPS) – membros, participaram da reunião o contador Alex Borges, diretor de controle; Vilson Vendramin Jr., técnico administrativo; e o procurador dr. Rodrigo Lorente, os três servidores da Casa de Leis. O vereador Joel Cardoso, o Joel do Gás, também membro desta comissão, não compareceu à reunião por motivos de saúde.

 

O relator Kadu Garçom explicou que, na reunião de hoje, foi feita uma breve análise dos documentos encaminhados pela Prefeitura, assim como a solicitação de parecer jurídico acerca da prorrogação da comissão devido ao volume de documentos a serem estudados. “Na quinta-feira, já teremos esse parecer em mãos, mas a meu ver não é preciso prorrogar esta CEI, há tempo hábil para a avaliação da documentação e, assim, concluirmos os trabalhos até a próxima segunda-feira”, afirma Kadu.

 

Comentários