fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Santa Bárbara d´Oeste

CEDOC da Fundação Romi realiza LIVE em comemoração aos 106 anos do União Agrícola Barbarense

Dia 22 de novembro de 1914. Esta é a data de fundação do União Agrícola Barbarense Futebol Clube. Mais que o time do coração da cidade, o União faz parte da história de Santa Bárbara d´Oeste e o Centro de Documentação Histórica – CEDOC da Fundação Romi preserva grande parte deste acervo. Mesmo com tantas dificuldades, o Leão da 13 completa mais um ano, e para celebrar a data, o CEDOC da Fundação Romi realiza LIVE no dia 19 de novembro, quinta-feira, às 16 horas, com transmissão simultânea pelo canal do Youtube www.youtube.com/FundacaoRomi e página do Facebook www.facebook.com/cedocfundacaoromi. O bate papo terá a participação do jornalista e historiador esportivo JJ Bellani e os ex jogadores Ademir Gonçalves e Gersinho, que vestiram a camisa do União Barbarense.

A coordenadora do CEDOC da Fundação Romi, Sandra Edilene de Souza Barboza, e a analista de comunicação da Fundação Romi, Thiane Mendieta, farão a mediação da conversa. “O CEDOC possui um importante acervo para o resgate da memória do clube e contribui para que futuras gerações conheçam a história do time”, explica a Coordenadora do CEDOC, Sandra Edilene de Souza Barboza. “Com isso, não poderíamos deixar de celebrar a data, com a importante participação do jornalista e historiador esportivo JJ Bellani e convidados especiais”, conclui.

JJ Bellani, jornalista e historiador esportivo que mais conhece a história do União Agrícola Barbarense, garante que a LIVE será um presente para os unionistas. “São 106 anos de história, e vamos relembrar momentos importantes”, conta Bellani. “Ademir Gonçalves e Gersinho  trarão saudades para os unionistas, ao relembrarem suas histórias no clube durante o tempo em que vestiram a camisa do União”, finaliza.

O União Agrícola Barbarense Futebol Clube foi fundado no dia 22 de novembro de 1914, inicialmente com o nome de União Foot-Ball Club, a equipe de Santa Bárbara d’Oeste teve diversos nomes até chegar ao que ostenta atualmente. Em 1918, passou a se chamar Athlético Barbarense Foot-Ball Club e, um ano depois, se chamou Sport Club Athlético Barbarense. No ano de 1920, o clube se fundiu com o 7 de Setembro da Fazenda São Pedro e, mais uma vez, alterou seu nome: Sport Club União Agrícola Barbarense. Por fim, ainda naquele ano, passou a portar a denominação que tem até hoje: União Agrícola Barbarense Futebol Clube.

A história do time centenário da cidade foi o tema do livro do jornalista esportivo J.J. Bellani que está publicado em formato digital no site do CEDOC da Fundação Romi. Atualizado recentemente, o material recebeu um novo formato e foi dividido em sete partes. “O livro do União Barbarense está lindo, principalmente para aqueles que gostam de lembrar dos grandes times que o União já teve. Ele vem desde a fundação do União Barbarense, em 22 de novembro de 1914, até final de 2019, mas dividido em partes. A primeira parte focaliza o União Barbarense nos tempos do amadorismo. A segunda parte é no profissionalismo até o final do século. A parte três é o União no novo século, de 2001 pra cá até a chegada do centenário em 2014. A parte quatro focalizo a festa do centenário. A cinco traz o pós centenário. A parte 6 todos os resultados dos jogos na era do profissionalismo. A parte final, 7, fechando o livro com variedades, com muita coisa interessante”, pontua o jornalista e historiador esportivo. Acesse o livro https://fundacaoromi.org.br/fundacao/index.php?pag=padrao&op=cedoc&id=2092&op2=not&cat=pesquisa-tematica

A LIVE “106 anos União Barbarense” será dia 19 de novembro, quinta-feira, às 16 horas, com transmissão simultânea pelo canal do Youtube www.youtube.com/FundacaoRomi e página do Facebook www.facebook.com/cedocfundacaoromi.

Sobre o CEDOC

O Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi é um espaço vivo de preservação da história, que além de resgatar todo o passado histórico de Santa Bárbara d’Oeste e região, atua na guarda, conservação e disponibilização do acervo da Fundação Romi e da Indústrias Romi – com destaque para o acervo do Romi-Isetta. Além de um espaço expositivo vivaz e dinâmico, o CEDOC realiza o projeto de Educação Patrimonial para crianças e adolescentes, realiza o Processamento Técnico de todos os documentos recebidos e ainda recebe exposições e palestras, promove visitas monitoradas e técnicas, oficinas de capacitação e experimentação. O CEDOC está localizado na Avenida João Ometto, 200, Jd. Panambi, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1558. www.fundacaoromi.org.br/cedoc.

Sobre a Fundação Romi

Seu legado iniciou em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi. Tendo como missão promover o desenvolvimento social e humano através da educação e cultura, a Fundação Romi é pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, beneficiando mais de 30 mil pessoas, por ano, através de seus dois grandes eixos: Educação e Cultura. Mantenedora do Núcleo de Educação Integrada, sua escola de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, oportuniza a formação integral, autônoma e protagonista de crianças, adolescentes e jovens. Além disso, promove, por meio de seu Centro de Documentação Histórica, projetos de educação patrimonial para crianças do Ensino Fundamental I, para reconhecimento e conhecimento da história local como elemento de cultura e cidadania. Somado a isso, seu Centro de Documentação Histórica também realiza o Processamento Técnico da memória do município para guarda, preservação e disponibilização do acervo à população para consulta e pesquisa. Dentre as unidades da Fundação Romi também está a Estação Cultural de Santa Bárbara d´Oeste que, por meio de oficinas livres, culturais e de formação, projetos de fomento à economia criativa, de elevação do status cultural e de ações socioeducativas atende milhares de pessoas por ano. A Fundação Romi está localizada à Avenida João Ometto, 200, Jd. Panambi, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br.

Comentários