CEDIN faz a festa da criançada


Contagiante e contagioso, o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil comemora seis anos.

No último dia 17 de maio, terça-feira, o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), a escola infantil da Fundação Romi, completou seis anos de existência. Fruto dos mais de 20 anos de sucesso do Núcleo de Educação Integrada e uma parceria entre a Fundação Romi e a Secretaria Municipal de Educação de Santa Bárbara d´Oeste, o CEDIN firma-se como importante e inovador mecanismo de escolarização infantil em Santa Bárbara d´Oeste.

“A relação público-privada é um caminho muito importante para viabilização do atendimento da comunidade. Para a Fundação Romi a participação da Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Educação, na parceria para o CEDIN, é o que torna viável o atendimento dessas crianças na Educação Infantil”, pontua Vainer Penatti, Superintendente da Fundação Romi.

De acordo com a secretária de Educação, Tânia Mara da Silva, o convênio com a Fundação Romi é de extrema importância para a formação das crianças beneficiadas. “O CEDIN tem um trabalho pedagógico diferenciado porque eles valorizam as crianças como protagonistas e isso vai refletir em um futuro melhor para elas”, afirma. E continua, “os professores que trabalham e conhecem a metodologia desenvolvida no CEDIN adquirem uma mente aberta, com atitudes investigativas, senso crítico, sensibilidade às mudanças do mundo e flexibilidade para aceitar o processo de mudança contínua da educação. Eles precisam dar mais de si e precisam estar, o tempo todo, se renovando para sustentar uma relação com as crianças que não se baseia na autoridade, mas na qualidade e tudo isso é muito positivo. O município é extremamente grato pelo trabalho desenvolvido”.

Voltado para o atendimento de crianças de 4 e 5 anos, prioritariamente, da Comunidade Zumbi dos Palmares e arredores, nesses seis anos de história foram mais de 600 crianças atendidas gratuitamente. Através de uma equipe engajada e parceiros comprometidos, anualmente, mais de 100 crianças recebem acesso à educação integral, orientação pedagógica, refeições balanceadas, banhos, cuidados médicos, acompanhamento psicológico, motor e fonoaudiológico, contação de histórias, diversão, entretenimento, e muito, muito amor e carinho .

“Mesmo considerando as diferenças socioeconômicas e culturais existentes nos alunos do CEDIN e em suas famílias, respeitando a história de cada indivíduo e o meio social no qual ele está inserido, os resultados obtidos são avaliados como excelentes”, afirma a Coordenadora do CEDIN, Rosana Pavarin Buoso. “Diante da realidade em que as crianças vivem e de todos os desafios da educação, o CEDIN vem cumprindo com propriedade o seu papel frente ao compromisso do desenvolvimento integral da criança”, conclui.

“Apesar de vivermos em uma sociedade capitalista, impregnada pela cultura individual, encontramos educadores dispostos a enfrentar os desafios de educar para o respeito, pelo exemplo, pela aceitação do novo, pela rejeição de qualquer forma de discriminação, por uma reflexão crítica sobre a prática, pelo bom senso, humildade, alegria, tolerância e essencialmente pela convicção de que a mudança é possível.”

O resultado desse conjunto de ações coordenadas e de uma equipe capacitada fica evidente no desenvolvimento cultural, social e cognitivo, aliado ao bem-estar, saúde física e emocional apresentados pelos alunos ao término de cada etapa letiva. A metodologia do CEDIN tem como base o construtivismo de Jean Piaget, Paulo Freire e a experiência da cidade italiana Reggio Emilia, estimulando os alunos a se reconhecerem na sociedade em que estão inseridas, compreendendo seu papel no meio social, suas relações com outras crianças e com os adultos, valorizando a cultura da infância.

“Nossa proposta pedagógica entende o aluno como sujeito ativo, capaz de descobrir os significados das relações lógicas e, partindo desse princípio, por meio do trabalho por projetos e grupos, estimulamos o protagonismo, a capacidade investigadora, o raciocinar e o imaginar, construindo o conhecimento através de experimentações, vivências e interatividades”, pontua a Diretora do CEDIN, Luciana Bueno Bruscagin. E conclui, “há seis anos vemos, diariamente, a transformação acontecer. A alegria neste lugar, ainda que recheado de dificuldades, é contagiante e contagiosa.”

Ação solidária

O CEDIN está sempre aberto às doações e ao voluntariado, sobretudo, de roupas infantis e profissionais especializados. Os interessados podem procurar pela Secretaria da escola ou diretamente na administração da Fundação Romi através do fone 3499-1555. A exemplo disso, no final de 2015 um grupo de funcionários da Burkhardt+Weber (Alemanha) e da Indústrias Romi (Brasil) se mobilizaram e arrecadaram, entre eles mesmos, dinheiro o bastante para que cada uma das crianças recebessem um kit de agasalhos, com blusa, calças e camisetas, para que neste inverno estivessem, mais lindos e bem quentinhos. A entrega ocorreu na última semana, como parte das comemorações dos 6 anos do CEDIN.

 

 

 

CEDIN

Fruto dos mais de 20 anos de sucesso do Núcleo de Educação Integrada da Fundação Romi, o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil é resultado de uma parceria entre a instituição e a Secretaria Municipal de Educação de Santa Bárbara d´Oeste. Uma escola de ensino infantil, Jardim I e II, voltada para o atendimento de crianças de 4 e 5 anos, prioritariamente, em situação de vulnerabilidade social, e cuja metodologia tem como base o construtivismo de Jean Piaget, Paulo Freire e a experiência da cidade italiana Reggio Emilia. O CEDIN está localizada na Avenida João Ometto, 200, Jd. Panambi, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1554. www.fundacaoromi.org.br/cedin.

FUNDAÇÃO ROMI

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social e humano através da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 30 mil pessoas por ano por meio de seus quatro grandes eixos: o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), o Núcleo de Educação Integrada (NEI), Centro de Documentação Histórica (CEDOC) e a Estação Cultural (EC). Tendo como apoiadora a Indústrias Romi S.A., instituições governamentais e não governamentais e demais parceiros da iniciativa privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir maior número de beneficiários por meio de suas áreas de atuação, seus programas e projetos. Av. Monte Castelo, 1095, Jd. Primavera – Santa Bárbara d’Oeste, SP. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br.

 

Comentários

Notícias relacionadas