Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

CDHU apresenta empresa que fará reforma do esgoto no Romano

IMG_0066Os vereadores Emerson Luis Grippe (SDD) e Joi Fornasari (SDD), estiveram presentes na manhã de hoje (23), na reunião promovida pela Concremat, empresa gerenciadora da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), com os síndicos dos prédios do Conjunto Hab. Roberto Romano.
O evento teve a finalidade de apresentar a empresa que venceu a licitação para as obras de reforma da rede de esgoto dos blocos. A empresa AC Lobo, de São Caetano do Sul, irá reformar todo sistema de esgoto e escoamento de águas pluviais, incluindo o aumento da vazão das tubulações, caixas de gordura e caixas de esgoto.
Segundo Sérgio Serra, engenheiro da Concremat, as obras serão executadas pela AC Lobo, exclusivamente na rede de esgoto e serão fiscalizadas pela empresa Engevix, sob responsabilidade da engenheira Adriana Yamamoto.
Questionado por moradores acerca de outros problemas nas estruturas dos prédios, Serra informou que os trabalhos que não foram solucionados pela paralisação da empresa Asteria, serão realizados por outra empresa em uma nova licitação a ser aberta pela CDHU. Como medida emergencial, os moradores foram orientados a documentar as reclamações em uma caderneta fornecida pela CDHU.
As obras tem previsão para durar 12 meses.

Sobre a empresa Asteria
Foco de inúmeras reclamações durante a reunião, a empresa Asteria, vencedora da licitação para realizar as obras no Conjunto Roberto Romano, paralisou por diversas vezes o trabalho no local, deixando obras inacabadas e moradores insatisfeitos.
Segundo explicações do engenheiro Sérgio Serra, a CDHU enviou diversas notificações à Asteria, na tentativa de que as obras fossem concluídas, porém sem sucesso. A CDHU está efetuando a rescisão do contrato com a Asteria, fato que dará início a uma nova licitação para contratar uma empresa que efetivamente conclua os reparos.
Serra disse ainda que a prioridade para a CDHU é a adequação dos prédios para a emissão do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). Segundo ele, os projetos estão sendo revistos junto ao Corpo de Bombeiros, para que as obras sejam realizadas e o laudo emitido.
“Tubulações de gás, para-raios, corrimãos, extintores e luzes de emergências, estão em estado precário ou nem existem. Estamos estudando maneiras de repor estes itens de acordo com os tramites legais”, completou Serra.

Comentários

Dennis Moraes