fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

24horas Piracicaba

Candidato do Avante recusa fundo partidário

Edvaldo Brito parece ser  o único candidato a Prefeito de Piracicaba que recusou o dinheiro do fundão para financiar a campanha 

Piracicaba tem um cenário político nunca visto antes. Doze candidatos disputam a chefia do executivo. Entre eles, Edvaldo Brito, do Avante (70) não aceitou o famoso “fundão”, fundo partidário disponibilizado pelos partidos políticos para a realização de campanha.

Brito divulgou em suas redes sociais que é contra o fundo partidário. Ele afirma que mesmo sendo uma atitude legal, para ele é imoral. “O fundo partidário é um dinheiro público que poderia ser utilizado para diversas outras coisas mais importantes e que beneficiassem de fato a vida do cidadão. Campanha política não é a melhor aplicação para esse dinheiro. Por isso sou contra e faço minha campanha somente com doações”, declarou.

Segundo Brito, toda campanha do partido está sendo financiada por doadores voluntários que acreditam na causa e querem a mudança em Piracicaba. “As pessoas tem me procurado para fazer doações. Tenho recebido apoio de pessoas que nem conheço. Essa atitude prova ainda mais o quanto as pessoas estão ansiosas por mudança”, afirmou ele.

O Fundo Partidário nada mais é do que o dinheiro público sendo utilizando para financiamento de partidos e campanhas. Foi criado em 1965 e se mantém até hoje. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o fundo é constituído de dotações da União, multas, penalidades e outros recursos atribuídos por lei.

Comentários