seg. jan 20th, 2020

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Câmara sedia palestra do programa Mãos Empenhadas contra a Violência

Mãos Empenhadas

O juiz Mário Rubens Assumpção Filho, titular da Vara da Região Leste 3 de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, promoveu palestra, hoje (9), na Câmara Municipal, sobre o programa Mãos Empenhadas contra a Violência. O objetivo desse programa, instituído em Santa Bárbara d’Oeste por meio de lei municipal, é capacitar profissionais da beleza para que sejam agentes multiplicadores de informação no combate à violência doméstica e familiar. O evento promovido pela vereadora Germina Dottori (PV), contou também com a presença do presidente do Legislativo, vereador Felipe Sanches (PSC), assim como do vereador Joel Cardoso – o Joel do Gás (PV), da secretária municipal de Promoção Social, Maria Cristina da Silva, além de representantes das polícias Civil e Militar e da Guarda Municipal.

Durante sua apresentação, o juiz Mário Rubens falou sobre estereótipos de gênero e as causas da violência, assim como sobres os aspectos psicológicos e sociais da violência contra a mulher. Ele também ressaltou como ocorre a escalada da violência e porque é difícil romper esse ciclo. Aos profissionais da beleza presentes na sede do Legislativo, o juiz explicou, ainda, que o primeiro passo para o acolhimento de possíveis vítimas é não julgá-las. Além disso, ele ressaltou que, mesmo quando a mulher não sofre agressões físicas, ela pode estar inserida numa relação violenta, citando a violência psicológica, como exemplo. Nesse tipo de situação, a mulher é vitima de condutas que lhe causem dano emocional e diminuição da autoestima, com o intuito de degradar ou de controlar as ações dessa vítima. Com base nessas observações e na conversa com clientes, esses profissionais podem orientá-las a buscar ajuda em serviços da rede de enfrentamento e proteção à mulher.

A podóloga e manicure Nádia Maria da Silva, que esteve presente nessa apresentação, afirmou que também foi vítima de violência doméstica e que hoje ela tem a oportunidade de ajudar as mulheres que desabafam com ela. “Essas mulheres vão ao salão não só cuidar da própria estética, mas também para desabafar. Muitas vezes, nós profissionais não sabemos lidar com esse tipo de situaçã,o por isso a importância desse tipo de evento, para que a gente tenha ferramentas para auxiliar essas clientes e encaminhá-las aos serviços adequados”, afirmou, ressaltando que o que mais chamou a atenção dela foi a descrição de violência psicológica, um tipo de violência que ela mesma sofreu durante anos sem se dar conta.

A vereadora Germina Dottori (PV) afirmou que aprendeu muito no evento desta manhã e saiu do evento diferente do que chegou, percebendo que ela mesma acaba tendo algumas atitudes machistas em seu cotidiano. “A participação dos profissionais da beleza foi muito importante, assim como a presença de policiais militares, da Guarda Municipal, e de outras pessoas, representantes de diferentes instituições, que trabalham no enfrentamento da violência contra a mulher. É uma união de todas as secretarias e serviços públicos, para juntos combater a violência contra a mulher”, concluiu.

Comentários