Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Câmara comemora 150 anos com sessão solene e encerramento da “Cápsula do Tempo do Sesquicentenário”

A Câmara Municipal de Santa Bárbara d’Oeste comemorou seu aniversário de 150 anos de instalação com sessão solene, hoje (26) pela manhã, com a participação de historiadores e convidados que fizeram o resgate histórico desse século e meio. Foi no ano de 1869 que o Município se tornou independente politicamente da vizinha Piracicaba, por meio de lei sancionada no dia 15 de junho. Eleições foram organizadas e, três meses depois, no dia 26 de setembro de 1869, a primeira reunião camarária foi realizada e os sete vereadores da primeira legislatura tomaram posse.

Durante o evento de hoje, também foi encerrada a “Cápsula do Tempo do Sesquicentenário da Câmara Municipal”, a ser aberta daqui a 25 anos. Nela, foram depositados documentos, fotografias e cartas que retratam a nossa época, assim como a seleção de 10 desenhos de destaque do “Concurso de Desenho dos 150 anos da Câmara”, projeto realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, do qual participaram mais de 1.600 alunos do 5º ano da Rede Pública Municipal de Ensino, motivados pelo tema “Como me imagino daqui a 25 anos”. A totalidade das obras está aberta à visitação no hall da Câmara, até o dia 1º de novembro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Além do presidente da Casa de Leis, vereador Felipe Sanches, a Mesa de Honra desta solenidade foi composta pelo prefeito Denis Andia; pela sr.ª Mildred da graça Martins Prezoto, descendente direta de Dona Margarida da Graça Martins, fundadora da cidade; o presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba, sr. Gilmar Rotta; e o superintendente da Fundação Romi, Vainer Penatti, representando a Comissão Coordenadora das Comemorações do Sesquicentenário da Câmara Municipal.

Esta comissão, responsável pela organização das ações ligadas aos 150 anos do Legislativo, foi criada por meio do Ato da Mesa nº 11/2019. Dela fizeram parte representantes da Casa de Leis, do Poder Executivo e do Centro de Documentação – Cedoc, da Fundação Romi. A comissão contou, ainda, com a parceria dos historiadores Antônio Carlos Angolini e João José Bellani, que usaram a Tribuna durante o evento desta manhã.

“O aniversário do Legislativo é uma oportunidade de promovermos ações educativas, voltadas à preservação e valorização da história barbarense, aproximando cada vez mais a comunidade da Casa de Leis. Por isso, convidamos a todos os interessados a participarem dessa verdadeira aula de história sobre o nascimento político de Santa Bárbara d’Oeste como município independente e autônomo”, afirma o vereador Felipe Sanches, presidente do Legislativo.

Durante a solenidade, o prefeito Denis Andia promulgou a Lei Municipal nº 4.111/2019, originária do Projeto de Lei nº 85/2019, de autoria de Sanhces, que denomina a praça em frente à Escola Estadual José Gabriel de Oliveira, entre a avenida de Cillo e a rua Quinze de Novembro, como Praça “Tenente Antonio Theodoro de Oliveira e Souza”. Antonio Theodoro (1835-1906), pai de José Gabriel de Oliveira, foi o primeiro presidente da Câmara Municipal.

Além das autoridades e convidados já mencionados, também participaram desta sessão solene todos os vereadores barbarenses da 40ª Legislatura; o vice-prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Rafael Piovezan; e os secretários municipais de Governo, Rodrigo Maiello, de Controle Geral, José Eduardo Rodella; de Negócios Jurídicos, Márcia Petrini, e de Educação, Tânia Mara da Silva. O presidente da Câmara Municipal de Americana, Luiz da Rodaben, e o vereador Wellington Rezende, também estavam presentes, assim como o vereador Cláudio José Schooder – Leitinho, de Nova Odessa. Participaram, ainda, representantes de diversas entidades do Município, autoridades policiais, os ex-vereadores Giovanni Bonfim, Danilo Godoy, Braz dos Santos Adegas Jr, César Bueno Quirino e Luís Alberto Romano; os ex-presidentes do Legislativo barbarense Roberto Semmler, Anízio Tavares da Silva, Edison Carlos Bortolucci Jr., assim como os ex-prefeitos Álvaro Alves Correa e José Adilson Basso. Ao fim da sessão, o presidente Felipe Sanches cortou um bolo simbólico.

Comentários