Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Câmara comemora 150 anos com sessão solene amanhã (26), às 10h

A Câmara Municipal de Santa Bárbara d’Oeste completa exatos 150 anos de instalação, amanhã, dia 26 de setembro de 2019. Foi no ano de 1869 que o Município se tornou independente politicamente da vizinha Piracicaba, por meio de lei sancionada no dia 15 de junho. Eleições foram organizadas e, três meses depois, no dia 26 de setembro de 1869, a primeira reunião camarária foi realizada e os sete vereadores da primeira legislatura tomaram posse.  Para celebrar a data, será promovida sessão solene, amanhã (26), às 10h, com a presença de historiadores e convidados que farão o resgate histórico desse século e meio.

 

Durante o evento, será encerrada a “Cápsula do Tempo do Sesquicentenário da Câmara Municipal”, a ser aberta daqui a 25 anos. Nela, serão depositados documentos, fotografias e cartas que retratam a nossa época, assim como a seleção de 10 desenhos de destaque do “Concurso de Desenho dos 150 anos da Câmara”, projeto realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, do qual participaram mais de 1.600 alunos do 5º ano da Rede Pública Municipal de Ensino, motivados pelo tema “Como me imagino daqui a 25 anos”. A totalidade das obras já está aberta à visitação no hall da Câmara, até o dia 1º de novembro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

“O aniversário do Legislativo é uma oportunidade de promovermos ações educativas, voltadas à preservação e valorização da história barbarense, aproximando cada vez mais a comunidade da Casa de Leis. Por isso, convidamos a todos os interessados a participarem dessa verdadeira aula de história sobre o nascimento político de Santa Bárbara d’Oeste como município independente e autônomo”, afirma o vereador Felipe Sanches, presidente do Legislativo.

 

A organização das ações ligadas ao sesquicentenário da edilidade coube à comissão criada por meio do Ato da Mesa nº 11/2019, composta por representantes da Casa de Leis, do Poder Executivo e do Centro de Documentação – Cedoc, da Fundação Romi. A comissão contou, ainda, com a parceria dos historiadores Antônio Carlos Angolini e João José Bellani, que farão uso da Tribuna durante a sessão de amanhã.

Comentários