Bruno Silva supera dores na coxa e ajuda a colocar o Botafogo na fase de grupo da Libertadores

Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

No duelo de ida entre Botafogo x Olímpia no estádio Engenhão, o volante Bruno Silva teve que ser substituído no intervalo de jogo em virtude de uma lesão na coxa. Apesar da gravidade da lesão, o jogador que é caracterizado pelo seu estilo aguerrido não se acomodou e tratou intensamente para estar em campo sete dias depois na partida de volta em solo paraguaio.

Todo o esforço de Bruno Silva para participar do duelo no estádio Defensores Del Chaco valeu a pena. Ele esteve em campo nos 90 minutos e ajudou o Botafogo a garantir vaga na fase de grupos da Libertadores 2017. “Não queria e não podia ficar fora dessa partida. Sou remanescente e sei o quanto foi sofrido para nós conquistarmos essa vaga no ano passado. Não era qualquer incômodo que me tiraria dessa decisão. Fui com muita garra ajudar meus companheiros e no fim todo esse espírito guerreiro valeu a pena”, ressaltou o volante botafoguense.

Ao eliminar clubes tradicionais como Colo-Colo e Olímpia, o Botafogo chega fortalecido para a fase de grupos. O clube carioca está na chave 1 junto com Atlético Nacional, Estudiantes e Barcelona de Guayaquil. “Essa Pré-Libertadores foi fundamental para nós. Nosso time ganhou confiança e entendeu a competição. Além de muita qualidade, o nosso elenco é unido tem espírito guerreiro. Tudo isso faz diferença numa competição como essa. É só o começo. Acredito que vamos fazer bonito nessa Libertadores”, opinou Bruno Silva, que chegou a marca de 10 jogos em competições internacionais, somando os quatro duelos pelo Botafogo e as seis partidas pelo Avaí na Copa Sul-Americana.

 

 

AV Assessoria

Comentários

Notícias relacionadas