“Batuqueiros e sua Gente” homenageiam Clara Nunes


A roda de samba no dia 7 de agosto, no Jongo Reverendo, trará músicas do repertório da cantora mineira

 

No dia 7 de agosto, os “Batuqueiros e sua Gente” homenageiam a Clara Nunes (1942-1983) em roda de samba no Jongo Reverendo (Rua Inácio Pereira da Rocha, 170 – Vila Madalena), a partir das 22 horas.

 

O tributo fará uma passeio pelas canções que marcaram a carreira da artista como as clássicas “Conto de Areia” (Romildo/Toninho), “Guerreira” (Paulo César Pinheiro/João Nogueira), “A deusa dos Orixás” (Toninho / Romildo), “O mar serenou” (Candeia), “Ê baiana” (Fabrício da Silva/ Ênio dos Santos Ribeiro/Baianinho/Miguel Pancrácio), dentre outros grandes sucessos da saudosa cantora mineira que nos deixou há 32 anos.

 

O ingresso antecipado sai a R$ 15, mediante o envio de nome para lista@jongoreverendo.com.br; e, no dia do evento, o valor é R$ 25 na porta. Mais informações: (11) 2769-0059.

 

Clara Nunes 

 

Clara Francisca Gonçalves Pinheiro nasceu em 12 de agosto de 1942, em Paraopeba (Minas Gerais). Inspirada por nomes como Elizeth e Angela Maria, é considerada uma das maiores intérpretes do País. Foi com a descoberta das religiões afro-brasileiras e em suas viagens que se reconheceu sambista e filha de Iansã. Uma combinação que valorizou não só uma raça, mas como mudou a história. A mineira guerreira, com vestido rendado, pulseiras, tiaras e farta cabeleira vermelha, evocava as raízes africanas em seu samba, sacramentando o poder feminino na música brasileira.

 

Batuqueiros e sua Gente

 

Os batuqueiros formam uma roda de samba composta por 17 sambistas, que empunham seus violões, cavaquinhos, bandolim, trombones, congas, repique de anel, cuíca, agogô, tamborins, pandeiros, reco-reco, surdo e cantam em uma só voz. Sua gente são as pessoas que acompanham a roda, ecoando um coro de muitas vozes e relembrando sambas que marcaram a história do gênero.

 

“Batuqueiros e sua Gente” apresentam-se toda primeira sexta-feira do mês no Jongo Reverendo, um espaço de atividades culturais e palco de shows e festas que celebram a cultura afra brasileira, denominada como um grande terreiro urbano.

 

O primeiro homenageado dos “Batuqueiros e sua Gente”  foi Mauro Duarte. Em seguida, vieram as obras de Roberto Ribeiro, Candeia, Wilson Moreira e Dona Ivone Lara.

 

 

Batuqueiros e sua Gente – Homenagem à Clara Nunes

Dia e horário: Sexta-feira (7 de agosto), a partir das 22 horas

Local: Jongo Reverendo – Rua Inácio Pereira da Rocha, 170 – Vila Madalena – São Paulo/SP

Telefone: (11) 2769-0059

Ingresso: R$ 15; antecipado, encaminhar nome para lista@jongoreverendo.com.br; R$ 25 na porta.

 

Comentários

Notícias relacionadas