Esportes Saúde 

Basquete: Na quadra ou na rua, esporte oferece vários benefícios à saúde


Você gosta de basquete e acredita não ter altura suficiente para praticar? Além disso, poder frequentar uma quadra esportiva está bem além das suas possibilidades? Pois saiba que esse esporte pode ser praticado por pessoas de qualquer altura , em qualquer lugar. Basta ter uma bola e uma cesta improvisada para desfrutar de todos os benefícios que o esporte oferece.

No basquete, é possível perder peso, melhorar o condicionamento físico e respiratório, a coordenação motora e habilidade, fortalecer os músculos, além de ser divertido. E para conseguir todos esses benefícios, não há necessidade de jogar uma partida inteira. Só o treino de arremesso ou um jogo na rua já é suficiente.

Mas atenção! Cuidado antes de começar a praticar. Assim como todas as modalidades esportivas, sempre há a chance de se machucar. O especialista em medicina do exercício e do esporte e membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE), Ricardo Galotti, explica que alguns cuidados podem evitar esses problemas. “As lesões mais comuns são musculares, de tornozelo e joelho, contusões de dedo, e inflamações patelares. Para minimizar esse risco, devem-se fazer os alongamentos e aquecimentos, ter um preparo muscular antes de competir, e se possível usar protetores de tornozelo”, explica.

Já no caso de um jogo mais competitivo, ou de rendimento, o ideal é que o atleta use protetor bucal para evitar traumas de face, como quebrar o dente ou nariz, por exemplo. Isso porque mesmo involuntariamente pode haver cotoveladas ou outros acidentes similares.

Quando se considera que a grande maioria da população está habilitada a praticar a modalidade, leva-se em conta que pessoas com problema de joelho, coluna, ou que tenham sofrido algum tipo de lesão no tornozelo devem ficar atentas e ter cuidado durante a prática para não agravar o quadro.

O basquete é uma excelente atividade física. Porém, Galotti reforça que procurar um médico é o ideal antes de praticar qualquer modalidade. “Procure o seu médico antes de praticar algum esporte. Se consultar e fazer alguns exames é bom para ficar tranquilo e praticar sem problemas”, recomenda.

Um exemplo de como a prática do basquete pode sair das quadras e alcançar as ruas e pessoas de todos os tipos é a ONG Nação Basquete de Rua (NBR), de Campos dos Goytacazes (RJ). O projeto surgiu em 2006 com o sonho de um grupo de meninos, de formar um time inspirado no Harlem Globetrotter e And 1. Era o basquete que os unia e os afastava das más companhias e do tráfico.

A psicóloga e presidente da NBR, Tamillys Lirio, explica que a ideia do projeto é praticar um basquete diferenciado do oficial. “Não fazemos muita distinção de altura e peso. Focamos na promoção do bem estar, em dribles, no show. A partir de 2008 as ações ficaram mais voltadas para a inserção social. Promovemos eventos, oficinas, palestras para crianças e jovens de favelas e periferias, ressaltando a importância do esporte e da cultura como instrumentos de fortalecimento e de transformação”, conta.

Aline Czezacki, para o Blog da Saúde

Comentários

Leia também...