As Festas de Fim de Ano e a Solidão

Época de Natal e Ano Novo pode trazer mais tristezas e até desencavar traumas e transtornos

 

Psicóloga Lizandra Arita aconselha sobre como atenuar estes incômodos emocionais

 

 

Com a chegada das comemorações de fim de ano, o estado emocional de muitas pessoas fica mais abalado. Na visão da psicóloga clínica Lizandra Arita, existem algumas causas que podem causar o aborrecimento. “O primeiro motivo baseia-se na solidão, isto é, não ter alguém por perto. Assim, o sentimento de tristeza e melancolia prevalecem. Isso acaba sendo bastante difícil, já que nessa situação é possível desencadear alguns traumas e transtornos”, ressalta a terapeuta.

 

Ademais, em outros casos, algumas escolhas fazem com que homens e mulheres passem as comemorações sozinhos. A culpa em incomodar os outros que estão felizes, ou a perda recente de alguém, fazem com que esta época do ano seja mais aflitiva.  “É complicado para as pessoas que já estão deprimidas serem convidadas para as festividades. Normalmente isso acontece quando há uma perda de alguém da família ou de entes queridos e estas pessoas já não enxergam mais sentido em comemorar. Tudo varia de acordo com o passado, cujo momentos bons são transformados em um vazio ou em um sentimento de mágoa que existem dentro delas.”, completa Lizandra.

 

Para mudar este cenário, segundo a psicóloga, é preciso ocupar a mente com hobbies ou atividades que trazem boas energias, além de se apoiarem em pessoas de confiança que poderão mostrar outras visões sobre as festividades. “Ficar sozinho nunca é uma boa opção, ainda mais neste período onde o clima de harmonização prevalece”, conclui.

 

Lizandra Arita

Especializada em Programação Neurolinguística, Hipnose e Auto-Hipnose, Rebirthing (método de respiração consciente), Psicodinâmicas e Gerenciamento de Emoções e Conflitos.  Atua, em tratamentos de depressão, ansiedade, processos emocionais ou comportamentais, fobias, pânico e Transtornos Obsessivos Compulsivos (TOC). Graduada pela Universidade Bandeirantes de São Paulo, a psicoterapeuta Lizandra Arita tem experiência em Psicologia Clínica e Institucional pelo Hospital Vera Cruz.

Comentários

Notícias relacionadas