Após vitória, Valdivia e Dorival Júnior exaltam determinação do Palmeiras

Pela 32ª rodada do Brasileirão 2014, o Palmeiras foi até Salvador para encarar o Bahia, na Arena Fonte Nova, nesse domingo (03), e contou com o gol solitário de Mazinho para vencer o confronto. Com os três pontos somados, o alviverde subiu para a 13ª colocação, com 39 pontos somados, cinco a mais que o Coritiba, primeiro time na zona de rebaixamento.

O meio-campista Valdivia, autor da assistência do gol e peça fundamental tanto ofensivamente, quando defensivamente, falou a respeito da partida e da importância de vencer fora de casa. “Fomos guerreiros demais. O time do Bahia, querendo ou não, é um time complicado dentro de casa. Resgatamos uma vitória importante por termos conseguido o resultado até o final, coisa que não conseguimos nos jogos anteriores”, disse.

Mesmo longe da capital paulista, a torcida palmeirense preencheu boa parte das arquibancadas e segundo o camisa 10, o apoio dos torcedores novamente ajudou o time dentro de campo. “Fomos uma equipe que soube se fechar e contra-atacar no momento certo, neste campo grande, com uma torcida que incentivou o jogo inteiro. Ganhamos uma batalha que tínhamos de ganhar de qualquer jeito”, acrescentou.

Destacando a entrega de todos os jogadores na marcação, o técnico Dorival Júnior elogiou a postura de seus comandados, que diferentemente das partidas contra Cruzeiro e Corinthians, conseguiu administrar a vantagem para sair com os três pontos. “Uma equipe vibrante e que marcou como ninguém. Isso que mudou no Palmeiras, essa vivacidade em busca da posse de bola. Um jogo truncado, mas, acima de tudo, com lealdade. As defesas prevaleceram. A partir dos 15 minutos iniciais, o Palmeiras começou a ter a posse de bola, e, no segundo tempo, acertamos a marcação e conseguimos um crescimento para mantermos a partida sob controle”, finalizou.

O próximo desafio para o clube do Palestra Itália será neste sábado (08), contra o Atlético Mineiro, quinto colocado do Campeonato Brasileiro, às 19h30, no estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu.

FPF

Comentários

Notícias relacionadas