Após reclamações de moradores, Giovanni Bonfim e Carlão Motorista visitam o Cidade Nova


Os vereadores do PDT, Giovanni Bonfim e Antonio Carlos Ribeiro – o Carlão Motorista, estiveram, na manhã de ontem (26), no bairro Cidade Nova, onde visitaram a Biblioteca Leo Sallum e a UBS “Dr. Hélio Furlan”. Os parlamentares visitaram o bairro após diversas reclamações de munícipes quanto à situação da praça defronte à biblioteca e das novas imposições da Secretaria Municipal de Saúde quanto a alguns atendimentos.

Na praça da Biblioteca, os vereadores se depararam com a situação degradante do local, que apresenta mato alto, sujeira e até mesmo ratos mortos. O atual estado da praça indica que há muitos dias não é feita a varrição do local e que há alguns meses não recebe serviço de limpeza geral e roçagem efetiva. Além dessas questões, alguns problemas estruturais, como bancos com ponta do cabo de aço expostas, calçamento se quebrando e iluminação ineficiente, foram levantados por munícipes que reclamam da falta de segurança do local no período noturno.

Na sede regional do DAE (Departamento de Água e Esgoto), os vereadores presenciaram também a quantidade de mato alto no local, sendo que, alguns comerciantes do entorno, relatam a presença de escorpiões vindos de dentro da propriedade. Uma moradora que passava pelo local relatou que há dois dias, quando passava pela calçada com sua filha, avistou um escorpião próximo ao portão de entrada da sede e o matou, com intuito de evitar que o animal vitimasse algum transeunte que porventura poderia ser picado.

A pedido dos moradores, os vereadores estiveram, ainda, na UBS da Cidade Nova, onde puderam constatar a presença de um recado na parede, informando que, a partir do dia 24/11, os curativos só seriam feitos das 10 da manhã às 13 horas, o que teria deixado alguns moradores revoltados, pois alguns ferimentos só podem ser tratados e os curativos realizados por enfermeiros capacitados. Essa limitação do horário deve afetar a vida de muitos pacientes que, se atrasarem, terão de ser redirecionados à Unidade Modular Afonso Ramos, que fica acerca de 1,5 km do local, ampliando a fila na sala de espera dessa unidade. Para essa questão, Giovanni e Carlão formularão um requerimento de informações, buscando saber o motivo desta decisão do Executivo, tão prejudicial àqueles que necessitam do serviço.

 

 

Assessoria de imprensa

Comentários

Notícias relacionadas