Aluna de Ciep de Americana receberá prêmio do Salãozinho de Humor de Piracicaba

 


A aluna do Ciep da Cidade Jardim, Rauany Rodrigues Biancardi, de 11 anos de idade, do quinto ano, será premiada pela caricatura da Rainha Elisabeth selecionada pelo júri do Salãozinho de Humor de Piracicaba. A solenidade vai acontecer neste domingo (20/9), no Teatro do Engenho Central, às 15h. Cinco trabalhos receberão prêmios e um deles será o de Rauany.

Os professores Arte Educação do Ciep, Aparecida Bezerra, Beatriz E. Piglione e Odair Demarchi, tiveram a idéia de participar do Salão de Piracicaba durante a oficina de arte alfabetização. Uma das propostas que eles discutiram foi usar as linguagens do Salão de Humor como a caricatura, o cartoon e a HQ. “Com esta finalidade criamos o projeto “Vamos Desenhar com Humor” que  desenvolveu trabalhos com todos os alunos do Ciep da Cidade Jardim no mês de maio e junho. O objetivo foi desenvolver na criança novos conceitos, incentivando a prática artística, contribuindo para seu desenvolvimento intelectual e crítico através da linguagem do humor gráfico”, disse Aparecida.

Segundo Odair, em um primeiro momento, participaram os alunos menores. O projeto tomou corpo e os educadores resolveram aglutinar toda a escola. “Teve um envolvimento tão grande que acabou atingindo todos os professores”, lembra. No Ciep estudam cerca de 500 alunos do primeiro ao quinto ano. “Todas as salas fizeram trabalhos. Eles viam imagens na internet de atores, jogadores, personalidades, políticos e procuraram reproduzi-las”. O uso da internet fez aumentar o repertório dos alunos. Há caricaturas de Gal Costa, Zé Rico, Elza Soares, Rainha Elisabeth, Neymar, Obama, etc. Pela quantidade de obras dos alunos foi realizada uma pré-seleção primeiro. “Acabamos inovando na técnica. Há caricaturas feitas de massa e até colagem. Usamos a ferramenta da internet e eles vibraram como fato”, revelou.

“O importante para nós professores de Arte Educação é o processo de criação e desenvolvimento da criança. Os aspectos cognitivos, motores, de interpretação e auto estima estão acima de qualquer premiação. Todos os nossos alunos merecem a celebração”, exaltou Beatriz. Segundo Odair as crianças abraçaram o projeto de tal maneira que procuraram o aperfeiçoamento a todo momento. “A qualidade merece elogios. Tem trabalho que dá para competir no Salão de Humor com os adultos”, enaltece o professor. “O mais importante como arte educador foi ver como os alunos se envolveram. Eles só falavam disso”. Para o professor a participação no Salão de Humor é uma conquista da criança. É uma linguagem artística que é incorporada no repertório do mundo deles. “Termos todas essas crianças selecionadas é um prêmio para toda a escola e comunidade”.

Foram encaminhados 30 trabalhos para o 16º. Salão de Humor de Americana que selecionou 5 trabalhos. Para o 13º. Salãozinho de Humor de Piracicaba foram enviados 232 trabalhos de 200 alunos do Ciep. A escola foi a que mais enviou trabalhos na categoria de 7 a 10 anos de seus alunos. Ao final da etapa, 18 trabalhos foram selecionados entre eles alunos de inclusão para compor a exposição do Salãozinho de Humor de Piracicaba.

No total, 3.265 trabalhos foram produzidos. 2.659 por jovens artistas de Piracicaba, dos quais 1.744 são de escolas estaduais, 53 de escolas municipais e 862, de escolas particulares. Outros 606 trabalhos são de outras cidades, como Americana, Campinas, Hortolândia, São Pedro, Santa Maria da Serra, Nova Odessa e Florianópolis (SC). “Estamos muito orgulhosos com os trabalhos dos alunos de nossa escola. Quer dizer, de mais de 3 mil trabalhos tivemos um número expressivo de alunos seleecionados. A aluna  Rauany que fez  uma caricatura da Rainha Elizabeth para o Salãozinho de Humor está entre as cinco melhores. A organização do salão só vai divulgar a colocação, se primeiro, segundo, etc, no domingo”, esclareceu.  O Ciep encaminhou 30 trabalhos para o 16º. Salão de Humor de Americana e 232 trabalhos para o 13º. Salãozinho de Humor de Piracicaba.

Provavelmente em novembro o Ciep da Cidade Jardim realizará o   salão de humor da escola,  exposição com todos os trabalhos realizados, aberta ao público e comunidade escolar.

O Salãozinho de Humor

O Salãozinho de Humor de Piracicaba e o Salão de Humor de Americana têm como objetivo usar o desenho como uma ferramenta de conhecimento e uma forma de mediação entre a arte e a educação, além de fomentar o desenvolvimento de novos artistas e incentivar a formação de um público que esteja mais familiarizado com o desenho de humor.

As categorias desenvolvidas foram caricaturas (em sua maioria), charges e história em quadrinhos/tirinhas. A caricatura é um desenho de um personagem da vida real, tais como políticos, esportistas, cantores; em geral personalidades conhecidas, ela enfatiza e exagera. Acentua gestos, vícios e hábitos particulares de cada indivíduo. Trabalha com o indivíduo e o meio onde está inserido, desta maneira foi a categoria mais desenvolvida pelos alunos.

Os trabalhos que compõem o 13º Salãozinho de Humor de Piracicaba foram definidos pelo júri de seleção e premiação formado por Maria Luziano (ilustradora e designer gráfico), Daniel Ponciano (ilustrador e cartunista) e Erasmo Spadotto (ilustrador e cartunista). “O que me chamou a atenção foi o grande número de trabalhos relacionados a questões políticas e críticas sociais, o que foge um pouco do universo infantil, voltado normalmente à desenhos animados e cantores”, afirmou Ponciano. “Talvez mesmo que eles não entendam muito, eles ouvem tanto de todos os lados, que influencia. E a gente percebe que eles têm uma ideia muito bacana e um capricho que impressiona”, diz  Maria (jurada).

São duas categorias: uma para crianças de 07 a 10 anos (que terá 90 desenhos) e outra para crianças e adolescentes entre 11 e 14 anos (122 trabalhos). O júri definiu ainda os premiados – os três primeiros de cada categoria, além de menções honrosas –, que serão conhecidos oficialmente em cerimônia. “Quando comparamos as duas categorias, nós percebemos uma mudança de conceito, porém é interessante, porque há trabalhos das faixas etárias menores que tecnicamente são melhores que alguns daqueles produzidos por adolescentes”, explica Spadotto.

Nesse ano, a sede está no Armazém 5 do Engenho Central, próximo à Passarela Pênsil, um ambiente novo e recentemente restaurado do Engenho Central. O 13º Salãozinho de Humor compõe a programação do 42º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, cuja mostra principal foi aberta no dia 22 de agosto, no Engenho Central.

 

Unidade de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas