SB24Horas

Notícias na hora certa!

“Águas subterrâneas: tornando o invisível visível”

Por Marcelo Chaves

 

O Dia Mundial da Água, celebrado nesta semana, foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1992 e, a cada ano, traz diversos temas relacionados a este importante bem natural tão necessário para o desenvolvimento sustentável do planeta.

 

Neste ano, o tema escolhido foi “Águas subterrâneas: Tornando o invisível visível”. É uma oportunidade de trabalhar a conscientização da população a respeito desse valioso patrimônio, com ações ambientais positivas. Mas por que se preocupar com a água? Onde entra a nossa responsabilidade neste sentido?

 

Para entender um pouquinho sobre a importância das nossas atitudes, vale atualizar que: “A água é essencial para todos os seres vivos e cobre cerca de 70% da superfície da terra. Os oceanos são responsáveis por mais de 97% de toda a água do planeta e menos de 1% dela em todo o mundo é potável distribuída em lagos, rios e reservatórios subterrâneos” (WWF Brasil). 

 

Só o Brasil concentra cerca de 12% de toda a água doce disponível do planeta. Números que nos impõem desafios de pensar, gerir e cuidar deste bem natural, garantindo o acesso a ele e seu uso sustentável para as presentes e futuras gerações, trabalhando uma consciência ecológica.

 

Mas como devemos então celebrar essa data? A resposta é muito simples. No nosso dia a dia, somos chamados a contribuir com a natureza, a começar pelos pequenos gestos, numa crescente administração das nossas atitudes.

 

O Dia Mundial da Água deve ser lembrado todos os outros 364 dias do ano. Pensando assim, é dever de cada ser humano conservar a água, nosso grande patrimônio responsável por todo o equilíbrio do planeta. É necessário e urgente apreciar nossas virtudes humanas em favor da natureza e transformá-las em atos concretos.

 

A Declaração Universal dos Direitos da Água nos afirma que: “Art. 1º – A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável. Art. 2º – A água é a seiva do nosso planeta. Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano”.

 

A água é um bem precioso. Embora encontrada em grande quantidade no planeta Terra, seu tratamento é caro e trabalhoso. Hoje, mais do que nunca, o diálogo e as atitudes tornaram-se importantíssimas ferramentas para a disseminação da informação como parte de um processo educativo mais amplo, a fim de agregar valores que podem fazer a diferença, proporcionando no tempo presente o dever de cuidar e zelar pela água para as gerações que ainda virão.

 

Preservar esse recurso tão valioso é um ato sublime. Eu e você somos convidados a viver essa linda experiência preservacionista, repensando nossas maneiras e atitudes de contribuir com a natureza, suas nascentes, rios e lagos. A água é essencial para as gerações de hoje e de amanhã, é a manifestação clara da bondade e carinho de Deus pela humanidade.

 

 Marcelo Chaves é missionário da Comunidade Canção Nova, jornalista e apresentador do Programa Preservação Ambiental, na TV Canção Nova.