fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Brasil / Mundo

Advogada e deputada paulista cria frente parlamentar para combater a violência doméstica

Empresária Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza, e promotora de Justiça Gabriela Manssur são algumas das apoiadoras

Efeito colateral da pandemia, a violência doméstica contra mulheres, crianças e adolescentes se alastrou como um vírus. Os casos de feminicídio, por exemplo, aumentaram 41% no Estado de São Paulo, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Engajada em reverter este cenário, a advogada e deputada estadual paulista Dra. Damaris Moura (PSDB) acaba de inaugurar a Frente Parlamentar de Combate ao Abuso e Violência Domésticos. “É uma demanda da sociedade e uma conquista para todos os que lutam contra a violência doméstica. Nossa atuação aqui será mais um instrumento de defesa e fortalecimento dos direitos humanitários”, afirma a parlamentar.

 

Entre os objetivos da nova associação, estão a realização de fóruns, comitês e debates para discussão e troca de ideias e experiências sobre o tema de violência doméstica – não apenas a física e a sexual, mas também a psicológica, a moral e a patrimonial – e debates com a sociedade civil e órgãos públicos que atuam diretamente no atendimento às vítimas. “Planejamos implantar políticas públicas eficientes e promover oportunidades de encaminhamento das vítimas para o acolhimento, apoio e orientação aos órgãos públicos e organizações que atuam nessa área”, descreve a deputada.

 

Outra proposta da frente é o empreendedorismo feminino. “Queremos oferecer oportunidades para o fomento ao empreendedorismo feminino como forma de combate, empoderamento e independência financeira, para que as mulheres não sejam mais dependentes economicamente de seus parceiros, podendo, assim, romper o ciclo de violência em suas próprias casas”, diz Dra. Damaris.

 

A Frente Parlamentar de Combate ao Abuso e Violência Domésticos tem entre seus apoiadores empresária Luiza Helena Trajano, presidente do conselho do Magazine Luiza e cofundadora do Grupo Mulheres do Brasil; e a promotora de Justiça Gabriela Manssur, criadora de um grupo para o tratamento de agressores.

 

“Não podemos nos acostumar com o fato de que uma mulher é morta a cada duas horas, vítima da violência. Precisamos diminuir esses números rapidamente!”, destacou Luiza Trajano, no ato solene que oficializou o lançamento da frente. Ao ressaltar a importância de políticas públicas sobre o tema, a promotora de Justiça Gabriela Manssur afirmou que “romper o silêncio é muito mais do que a mulher falar: é estarmos preparados para ouvir a voz dela, sem julgamento social e justificativa da violência, sem culpar a vítima pela agressão sofrida, estando com nossas instituições capacitadas para receber quem pede ajuda”.

 

Sobre a Dra. Damaris Moura

Dra. Damaris Moura Kuo (PSDB) é deputada estadual na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) desde março de 2019. É advogada, pós-graduada em Direitos Fundamentais pela Universidade de Coimbra (Portugal) e Direito do Consumidor pela Escola Superior de Advocacia. Como advogada e voluntária desenvolve um trabalho intenso no combate à violência doméstica e ao abuso sexual.

 

Suas principais bandeiras na Alesp são o combate à violência doméstica e ao abuso, a defesa da liberdade religiosa e o estímulo ao voluntariado e ao empreendedorismo feminino. Em pouco mais de um ano de mandato, criou três frentes parlamentares: a Frente Parlamentar pela Liberdade Religiosa, a Frente Parlamentar de Combate ao Abuso e Violência Domésticos e a Frente Parlamentar da Advocacia. Atualmente, preside a CPI da Violência Sexual contra Estudantes do Ensino Superior.

 

Comentários