fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Acesso a agências bancárias de Nova Odessa será controlado com senha

Os bancos de Nova Odessa passarão a controlar a entrada de clientes com a distribuição de senhas. A medida deve ser implantada a partir desta quinta-feira (9) para diminuir a aglomeração nas agências e conter a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). O procedimento faz parte de um conjunto de providências anunciando nesta quarta (8) pela Vigilância Sanitária do município, após reunião com representantes de quatro das cinco instituições financeiras estabelecidas na cidade.

Em encontro realizado pela manhã na sede da Diretoria de Vigilância em Saúde, os gerentes das agências do Bradesco, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Santander concordaram em criar mecanismos antiaglomeração, de garantia de distanciamento entre as pessoas e reforço nas rotinas de limpeza dos ambientes interno e externo. O representante do Itaú não compareceu e será notificado sobre as decisões.

Cada banco ficou responsável pelo dimensionamento da capacidade diária de atendimento e a entrega de senhas com horário marcado, para eliminar filas e aglomerações. “Desta forma, se o banco chegar à conclusão de que é capaz de atender 70 pessoas por dia, por exemplo, será distribuída essa quantidade de senhas e os outros clientes serão orientados a voltar no outro dia”, explicou a coordenadora da Vigilância Sanitária, Renata Lacerda.

Para evitar aglomerações nas áreas de autoatendimento, os bancos se comprometeram a controlar o acesso de forma que permaneça no local apenas um cliente por máquina, sem filas de espera. As agências também vão demarcar as áreas interna e externa e elaborar cartazes informativos com orientações aos clientes sobre as novas normas de atendimento, inclusive com detalhes sobre o sistema de atendimento por senha.

De acordo com a Vigilância Sanitária, os gerentes foram orientados a recomendarem o uso de máscaras aos atendentes, disponibilizarem álcool gel para clientes e funcionários e a adotarem medidas para proteger trabalhadores acima de 60 anos, imunossuprimidos e gestantes, afastando-os ou remanejando-os para serviços administrativos internos.


A partir de agora, por determinação do órgão vinculado à Secretaria de Saúde, caso algum funcionário contraia a doença, toda a equipe será recolhida em quarentena de 14 dias e a agência será fechada por uma semana. Nesse período, o espaço será higienizado e novos profissionais deverão ser designados para a retomada do trabalho em segurança.


“Reforçamos com todos os gerentes a importância de as medidas serem implementadas imediatamente, uma vez que estamos em época de pagamento e segunda-feira (13) deve ser um dia muito movimentado nas agências”, destacou a coordenadora da Vigilância Sanitária. Segundo Renata Lacerda, os bancos que não adotarem as recomendações deverão apresentar um plano de trabalho emergencial.

 

Comentários