fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Brasil / Mundo

A legalização dos cassinos no Brasil, um debate ainda inconcluso

A crise sanitária e financeira derivada da pandemia do Covid-19 impactou nos orçamentos da maioria dos países, criando implicações negativas que modificaram o planejamento econômico de muitos Estados.

No Brasil, este contexto voltou a colocar no centro da cena o debate pela legalização dos cassinos. O funcionamento destes estabelecimentos não está permitido, sendo a loteria o único jogo de azar habilitado.

Como consequência, se quiserem apostar na roleta, no blackjack ou nas máquinas caça-níqueis, os brasileiros devem jogar de forma online ou passar a fronteira para visitar algum país onde estas atividades são legais.

Historia dos casinos no Brasil

Houve um tempo no qual o Brasil contava com cassinos dentro de seu território. Estes estabelecimentos chegaram durante a época do império português e, embora fossem proibidos no ano 1917 devido à consolidação da República, voltaram a funcionar legalmente em 1934, graças ao presidente Getúlio Vargas.

Foi neste período que se consolidaram os famosos cassinos do Palácio Quitandinha, em Petrópolis, e do Hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, além dos casinos de Poços de Caldas, em Minas Gerais. Esta cidade era considerada o epicentro do jogo e chegou a ser conhecida como Las Vegas brasileira.

Um tempo depois, no ano 1946, o presidente Eurico Gaspar Dutra proibiu os jogos de azar no Brasil, argumentando que constituíam uma prática prejudicial para as pessoas. No momento da proibição existiam mais de 60 cassinos no país, e, após a determinação do Governo, ao redor de 40 mil trabalhadores de estabelecimentos de apostas perderam seus empregos.

No decorrer dos anos surgiram diversos projetos de lei que tentaram revogar a situação ilegal dos bingos e das máquinas caça-níqueis, mas nenhum deles atingiu o objetivo da despenalização dos jogos de azar.

O debate pela nova legalização

Nos últimos anos surgiram novas propostas de legalização da exploração de casinos, jogos do bicho e bingos no território brasileiro. Estas iniciativas, que nunca deixaram de se discutir, cobraram maior força no contexto atual, como consequência dos prejuízos econômicos que trouxe a pandemia do Covid-19.

De acordo com os defensores da nova legalização, o funcionamento de cassinos nas principais cidades do Brasil aumentaria a arrecadação impositiva das regiões e criaria fontes de trabalho para muitas personas, além de elevar o turismo local.

De esta forma, o dinheiro arrecadado poderia ser utilizado nas áreas de saúde, assistência social e previdência pública, beneficiando uma grande parte da população brasileira, especialmente os setores menos privilegiados.

Contrariamente, há uma parte da população e da classe política que pensa que os jogos de azar não contribuem com o desenvolvimento do ser humano, e preferem que esta prática continue proibida.

O sucesso das apostas online

Graças aos avanços da tecnologia, ultrapassar a fronteira nacional já não é a única forma de jogar. Por este motivo, enquanto o debate pela legalização dos jogos de azar no país continua no centro da cena, cada vez mais brasileiros decidem fazer suas apostas em casinos online.

Os jogos virtuais permitem diversas opções de apostas com prêmios muito atrativos devido a que uma grande quantidade de pessoas de diferentes partes do mundo joga ao mesmo tempo, aumentando o valor das recompensas.

Além disso, muitas plataformas online oferecem diversos bônus para os apostadores  regulares, com o objetivo de que continuem utilizando os jogos sem investir muito dinheiro.

Finalmente, uma grande vantagem dos jogos online é que podem ser usados a través de diferentes dispositivos e em qualquer parte do mundo, de acordo com as possibilidades do apostador.

Comentários