Varejo da região pode faturar até R$ 19 milhões


Previsão para municípios da base do Sincomercio é baseada em estimativa para RMC

 

Acontece na próxima sexta-feira (dia 25) a campanha “Black Friday”, tradicional evento iniciado nos Estados Unidos e que vem tendo cada vez mais adesão no varejo brasileiro nos últimos anos. A ação anima não só os consumidores, que esperam por grandes descontos, mas também os comerciantes, que acreditam no aumento das vendas. A expectativa é que, nos três municípios da base do Sincomercio (Sindicato dos Lojistas e do Comércio Varejista de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste), o faturamento na data chegue a R$ 19 milhões.

 

A estimativa se baseia em dados publicados pela Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas), que projeta faturamento de até R$ 195 milhões no comércio da RMC (Região Metropolitana de Campinas). “As três cidades da base do nosso sindicato são responsáveis por cerca de 10% do faturamento da RMC”, explica a assessora econômica do Sincomercio, Caroline Miranda Brandão. Apesar disso, a especialista é comedida. “Acredito que R$ 17 milhões representam um montante plausível e condizente com as nossas vendas”, estima.

 

Ainda segundo a economista, a expectativa é positiva em vista do crescimento do interesse dos consumidores pela data. “As pessoas passaram a esperar por isso”, conclui Caroline. Os produtos mais procurados são os eletrônicos e eletrodomésticos.

 

Tivoli

Para que os clientes possam aproveitar os preços atrativos da Black Friday, o Tivoli Shopping, em Santa Bárbara d’Oeste, funcionará em horário ampliado na sexta-feira, das 8h às 22h. De acordo com a direção do empreendimento, a promoção será estendida para o sábado e domingo (dias 26 e 27, respectivamente) e os descontos podem chegar a até 70%.

 

Procon

O Procon-SP está fazendo monitoramento de preços de uma amostra de produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos para orientar o consumidor se as ofertas têm realmente o desconto anunciado. Além disso, para coibir uma das maiores reclamações dos anos anteriores, anúncios de falsas promoções e descontos, os preços de alguns produtos estão sendo monitorados desde setembro, nos sites das principais redes varejistas. Desta forma será possível verificar se os descontos oferecidos são verdadeiros.

Comentários

comentários

Posted Under