Programa “Zera Fila da Saúde” vai beneficiar barbarenses


O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Denis Andia, criou nesta semana o programa “Zera Fila da Saúde”, que vai beneficiar milhares de barbarenses que necessitam de exames, consultas e procedimentos, tanto na Atenção Básica como na Especializada. Coordenado pela Secretaria de Saúde, o programa tem como meta qualificar todas as ações e procedimentos oferecidos na rede municipal e apresentar soluções em um prazo máximo de 24 meses, contribuindo assim para a redução das demandas.

O programa permite ampliar a ação implantada no início do ano para reduzir filas históricas de exames e consultas, com atenção às demandas nas áreas de oftalmologia, cardiologia, urologia e otorrinolaringologia, e ainda agilizar a distribuição de medicamentos por meio de farmácias particulares. Além disso, a Prefeitura vai poder credenciar empresas habilitadas em fornecer serviços por meio de Carretas da Saúde, com atendimento de diversas especialidades médicas, bem como consultas, exames e, se necessário, até cirurgias.

“O Zera Fila é um amplo esforço para qualificar o atendimento e prestação de serviços da Saúde em nossa cidade. São parcerias firmadas para um amplo leque de frentes para a redução de demandas. Até o final de 2017 nos planejamentos para enfrentar e vencer as filas de exames e mais do que isso, estamos propondo zerar filas de consultas,  tratamentos, medicamentos, cirurgias. Queremos que todos os procedimentos estejam  devidamente regulados até o final de 24 meses”, comentou Denis.

O novo modelo de atendimento implantado nos postos médicos – iniciado na semana passada pela UBS do Jardim São Fernando – também faz parte do programa “Zera Fila”. Com a mudança no acolhimento e a busca ativa para consultas e procedimentos, além da prevenção, os pacientes poderão resolver seus problemas na própria unidade, o que contribuirá para a redução da demanda e consequentemente desafogará os atendimentos de urgência e emergência.

Transformação diária da Saúde

Para a implementação de mais esta medida inovadora e importante na Saúde, foi necessária uma série de ações de recuperação e ampliação de toda a infraestrutura do setor realizada nos últimos anos pela Administração, com reforma e ampliação da maioria de 75% dos postos médicos, construção de 6 novas unidades, implantação do Novo Centro de Especialidades, informatização de todo o setor, implantação do Programa de Saúde da Família, contratação de médicos e troca de toda a frota de transporte da Saúde.

Comentários