Pedalada da Pastoral da Sobriedade será incluída no calendário oficial do município

Projeto de Lei da vereadora Dra. Mayra Costa foi aprovado na segunda-feira (12)

 

Os vereadores da Câmara Municipal aprovaram, por unanimidade, o Projeto de Lei 140/2017, da vereadora Dra. Mayra Costa (PPS), durante a Sessão Ordinária desta segunda-feira, 12 de junho. A proposta inclui a Pedalada da Pastoral da Sobriedade no calendário oficial do município. Dra. Mayra lembrou que a pedalada é realizada há 10 anos.

 

“Eu fiz esse projeto pois nós já estamos na décima pedalada, fazemos todo ano e a cada ano vamos tendo mais adeptos e vamos inaugurar a primeira caminhada também”, explicou. A parlamentar também lembrou da importância da entidade. “É uma pastoral social, da igreja católica, criada há 18 anos, na questão da dependência química e o uso de álcool e drogas. Há 12 anos que eu milito na questão da pastoral de sobriedade.”

 

Agora aprovado, o projeto segue para apreciação do Executivo, que pode sancionar ou vetar.

 

Conscientização

 

Dra. Mayra aproveitou a sessão para convidar os vereadores a participarem da 5ª Semana de Conscientização Sobre a Doença Dependência Química, que começa na segunda-feira, 19. “A semana termina com a pedalada, no dia 25, mas tem uma semana inteira de atividades com palestras aqui na Casa”, disse a parlamentar.

 

 

Conscientização sobre violência contra idosos é tema da Tribuna Livre

Rebeca São Felício também falou sobre a importância do Disque 100 nessa luta

 

“Quinze de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, com o objetivo de criar uma consciência mundial, social e política da existência dessa violência.” As palavras são de Rebeca São Felice, membro do Conselho Municipal do Idoso. Ela usou a Tribuna Livre da Câmara na noite desta segunda-feira, 12 de junho, com a intenção de lembrar a importância de se discutir esse tema.

 

A data de 15 de junho foi instituída em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU), segundo Rebeca. “É um dia para falarmos de respeito, de dignidade, da valorização da experiência e das histórias de vida das pessoas e, sobretudo, para dizer não à violência de qualquer natureza”, afirmou.

 

Disque 100

 

Rebeca também falou sobre a criação do Disque 100 e como o canal pode auxiliar para que se crie uma conscientização nas pessoas. “A violência contra os idosos acontece de forma particularmente perversa, porque é sorrateira, silenciosa e acontece dentro de casa, muitas vezes, cometida por pessoas muito próximas”, afirmou.

 

Ela trouxe dados que revelam a importância de se discutir o tema. “Dados de 2016 mostram que a maior parte das agressões acontecem dentro da casa das vítimas. Comparado a 2015, o número de denúncias cresceu 21%”, explicou. E não para por aí, segundo ela, outro levantamento, agora do Disque 100, mostra que mais de 80% dos casos de violência contra o idoso acontecem dentro de casa, 38% por abuso financeiro e econômico e 26% por violência física e maus tratos.

 

Melhor idade

 

“Projeções das Nações Unidas do Fundo de Populações indicam que uma a cada nove pessoas no mundo já tem mais de 60 anos. O estatuto aponta, ainda, que em 2050, pela primeira vez, haverá mais idosos do que menores de 15 anos”, afirmou Rebeca.

 

Ela disse que em Limeira não é diferente e que pesquisas mostram que a tendência é a redução da proporção de crianças e adolescentes “e o aumento da população idosa, em evidência o envelhecimento feminino”. Ainda segundo Rebeca, 15% da população de Limeira tem mais de 60 anos, cerca de 45 mil habitantes.

 

Ao fim de sua participação, ela agradeceu o espaço e falou sobre a importância do Conselho Municipal do Idoso que, segundo ela, tem como princípio a participação, paridade e controle social. “A melhor maneira de combater a violência é a denúncia. Criem laços com o Disque 100. O conselho está instalado na Casa dos Conselhos, na rua Treze de Maio, 101, no Centro.”

 

A vereadora Erika Tank (PR) comentou sobre a importância de uma mulher liderar os conselhos em Limeira “Aos conselhos, que são de minoria e que tem uma presidência feminina, um agradecimento dessa cidade. Sabemos que todos os vereadores vão trabalhar pelos idosos.”

 

 

Tribuna livre: Sebastião Augusto Alexandre fala sobre educação

Ele tratou do uso político da educação, tal como a saúde e a seca no país

 

O cidadão Sebastião Augusto Alexandre usou o espaço da Tribuna Livre, por 10 minutos, para tratar sobre o tema “educação, o melhor remédio para a saúde e a melhor arma contra o crime”, na sessão ordinária de segunda-feira, 12 de junho.

 

Ele discorreu sobre itens na Constituição Federal e a Convenção Americana sobre Direitos Humanos, os quais, segundo ele, “versam sobre os direitos dos alunos e deveres dos professores”. “Para que não sejam impostos valores pessoais para a sua plateia cativa, já que esta fica à mercê do militante político, que se prostra a frente de seus alunos e, em inúmeros casos, não permite que essa plateia cativa possa ter o direito ao contraditório e ao pluralismo de ideia.”

 

Em relação à Limeira e à educação, o orador defendeu que a cidade tenha mais escolas técnicas. Sebastião Alexandre também criticou o uso das escolas para disseminação de ideologias e propagadas políticas e defendeu a aprovação do projeto chamado Escola Sem Partido.

 

 

 

 

Comentários