Nova Odessa: Bill pede ajuda ao governador para projeto de revitalização do Ribeirão Quilombo

O prefeito de Nova Odessa e presidente do Consórcio PCJ, Benjamim Bill Vieira de Souza, esteve com o governador Geraldo Alckmin na semana passada e aproveitou o encontro para apresentar a ideia de recuperação do Ribeirão Quilombo e pedir a colaboração do Governo do Estado para o projeto.

 

“Estive com o governador para assinar a documentação para construção das barragens de Pedreira e Amparo e já aproveitei para falar do nosso ribeirão. Será preciso uma união de esforços, mas é possível recuperar o Quilombo. Nova Odessa mesmo já não polui o rio, já que a água que sai da nossa Estação de Tratamento de Esgoto não contém poluentes”, explicou Bill.

 

O prefeito também solicitou que a equipe técnica do Consórcio PCJ faça uma revisão e atualização do Plano de Macrodrenagem do Ribeirão Quilombo, desenvolvido em 2002 pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica). “Precisamos saber as ações que foram adotadas por todos os municípios e que tiveram impacto direto no ribeirão para depois elaborarmos um plano de ação, com projetos a curto e médio prazo que possam ser desenvolvimentos em conjunto e tenham resultados práticos”, afirmou.

 

A força tarefa para reenquadramento do Quilombo deverá integrar o Consórcio PCJ, o Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos (Consimares), Câmaras Municipais e prefeituras por onde passa o Ribeirão Quilombo com o objetivo de revitalizá-lo.

 

O Ribeirão Quilombo cruza cinco municípios. Ele nasce no município de Campinas, passando por Paulínia, Sumaré, Nova Odessa e terminando no Rio Piracicaba em Americana. Atualmente, está com águas altamente poluídas devido à despejos de esgotos domésticos e industriais, agravados pelo crescimento urbano em seu entorno, o que classifica suas águas como de classe 4, considerada imprópria para qualquer consumo, com uso permitido apenas para navegação e paisagismo.

 

 

Comentários
Posted Under