Modernização de semáforos gera economia de R$ 620 mil

A modernização dos semáforos de Santa Bárbara d´Oeste, com a substituição das lâmpadas por módulos de led de 2013 até o momento, resultou em economia de R$ 620 mil aos cofres públicos, além de maior segurança viária. As lâmpadas led duram mais, consomem menos energia e precisam de menos manutenção. Além disso, eliminam o efeito “fantasma” que ocorre quando o sol ou a neblina interferem na iluminação do equipamento, causando dificuldade do condutor verificar se o sinal está verde ou vermelho.

 

Desde 2013, a Prefeitura trocou 93% dos 41 cruzamentos semafóricos de Santa Bárbara. Os módulos de led foram instalados em 272 grupos focais, veiculares e pedestres, de 38 cruzamentos semafóricos nos últimos quatro anos. Com lâmpadas convencionais o custo com energia elétrica era de R$ 161.380,32 por ano, já com os módulos de led, este custo caiu para R$ 23.337,60. Em 4 anos, a redução chega a R$ 85,54% de consumo de energia, um total estimado de 552.170,88.

 

Outra variável que conta na economia é a redução do custo operacional com manutenção das lâmpadas, que envolvia gastos de transporte (combustível, pneu, manutenção e impostos), mão-de-obra e lâmpada. O valor anual investido com a troca das lâmpadas incandescentes, cerca de 20 por mês, era de R$ 18.475,20. O custo para trocar os módulos de led é de R$ 1.460,88. O módulo de led tem vida útil em média de 100 mil horas, apresentando 92% a mais de durabilidade que a lâmpada, que dura 8 mil horas. No período de 4 anos, a economia estimada é de R$ 68.057,28.

 

Para que essa economia fosse gerada, a Prefeitura investiu R$ 131.668,00 na substituição por módulos de led. Um investimento recuperado em menos de 1 ano, que traz benefícios que se estendem por vários anos. Os recursos são provenientes da área azul e multas de trânsito.

 

Os próximos cruzamentos semafóricos que serão trocados por led serão os localizados na Avenida da Amizade, Alfredo Contato e Avenida São Paulo, abrangendo assim, 100% do Município.

 

O levantamento e cruzamento de dados são resultado de uma pesquisa com base em estimativas, fruto de um artigo para avaliação de curso superior de Logística, da FATEC (Faculdade de Tecnologia), elaborado pelo guarda municipal Leandro Nonato Morais.

 

Comentários