Medalhas de mérito Ayrton Senna são entregues pela Câmara em sessão solene

A Câmara Municipal de Americana realizou na terça-feira (4) sessão solene de entrega de medalhas de mérito “Ayrton Senna” aos atletas Felipe Bardi dos Santos e Luan Aguirre Elias (Chileno), pelo destaque obtido no desempenho de suas atividades esportivas. As homenagens foram motivadas por projetos de decreto legislativo de autoria do vereador da 15ª e 16ª Legislaturas, Adelino Leal, e do presidente da Câmara Municipal de Americana, vereador Dr. Alfredo Ondas (PMDB), respectivamente.

 

Participaram da solenidade os vereadores Dr. Alfredo Ondas, Juninho Dias (PMDB), Odir Demarchi (PR), Rafael Macris (PSDB) e Thiago Brochi (PSDB), o secretário municipal de Esportes, Osvaldo Klein Neto, e o vereador da 15ª e 16ª Legislaturas Adelino Leal, além de convidados, amigos e familiares dos homenageados.

 

Durante o uso da palavra, o presidente da Câmara Municipal de Americana e autor de uma das homenagens, vereador Dr. Alfredo Ondas, enalteceu os feitos dos atletas agraciados com a medalha. “Este é um momento único, de carga emocional muito grande, pois envolve família, amigos. Este é o mínimo que Americana pode fazer para demonstrar o quanto a cidade deve a vocês, pois vocês são exemplos para a juventude sobre a importância do esporte. Aceitem os parabéns desta Casa, e também da cidade de Americana”, disse.

 

“O Felipe e o Luan são dois lutadores. Temos em nossa cidade dois campeões mundiais que lutaram e conquistaram isso graças ao esforço e à dedicação de vocês. Essa batalha sua, Felipe, vem dos seus pais e seus avós, que apostaram em você, acreditaram em você, e você está colhendo os frutos. Parabéns”, discursou Adelino Leal, autor da homenagem a Felipe Bardi dos Santos.

 

Os homenageados utilizaram a palavra para agradecer o apoio e a honraria. “Pensei muitas vezes em desistir por sofrimento nos treinos. Muitas vezes não tinha dinheiro para o ônibus e ia a pé. Mas minha família sempre me apoiou e me aconselhava a não desistir. Só tenho a agradecer a Deus e a minha família por ter chegado até aqui”, falou o atleta Felipe Bardi dos Santos.

 

“Muitos atletas ficam no meio do caminho por não terem apoio, patrocínio, pois esta é uma caminhada difícil para o atleta fazer sozinho. Esse reconhecimento é muito importante não só pela medalha, mas também porque soma no nosso currículo e é um incentivo, algo que vai ajudar a abrir portas no futuro. Muito obrigado”, agradeceu Luan Chileno.

 

 

Felipe Bardi dos Santos

 

Felipe Bardi dos Santos é filho de Valdirene Bardi dos Santos e Geraldo Wilson Lima dos Santos. Nasceu em Americana no dia 8 de outubro de 1998. Iniciou sua carreira no atletismo em agosto de 2007, em nossa cidade.

 

Em 2014, foi campeão brasileiro escolar de revezamento. Em 2015, foi vice-campeão brasileiro de salto à distância na sua categoria; campeão brasileiro no revezamento 4×100; campeão mundial nos 200 metros rasos na China; vice-campeão brasileiro nos 200 metros rasos; campeão escolar no revezamento 4×100; e vice-campeão brasileiro nos 100 metros rasos.

Em 2016, Felipe foi campeão estadual nos 100 e 200 metros rasos; medalha de bronze nos 100 metros rasos no campeonato brasileiro; vice-campeão brasileiro nos 200 metros rasos; e participou do campeonato mundial na Polônia.

 

Já em 2017, foi campeão brasileiro do revezamento 4×100 e vice-campeão brasileiro nos 100 e nos 200 metros rasos.

 

Luan Aguirre Elias (Chileno)

 

Luan Aguirre Elias nasceu em 06 de abril de 1990, na cidade de Americana. Estudou nos colégios Politec e Objetivo e cursou Educação Física na Universidade Metodista de Piracicaba.

 

Começou a praticar o Muay Thai em 2007, aos 17 anos de idade. Escolheu a modalidade para aprender defesa pessoal e por ser uma arte que usa muito as mãos e as pernas. Para conseguir manter o treinamento pesado, Luan buscou nas ocupações informais a possibilidade de trabalhar em horários alternativos que não atrapalhassem sua rotina de treinos, sendo monitor de festa, garçom, segurança e barman.

 

Conhecido como Luan Chileno, pertence à equipe Muay Thai Nikolay Brasil, fundada há 31 anos pelo grão mestre Paulo Nikolai, um dos precursores da modalidade no Brasil e pioneiro no estado de São Paulo.

 

No início de 2016, juntamente com a esposa Luana Calixto, Chileno fundou sua própria academia, a Fight House, com o objetivo de trazer para Americana uma estrutura única e de excelência nos treinamentos. Em sua academia, motivado a dar sua contribuição social, Luan realiza um projeto social atendendo crianças carentes e oferecendo bolsa para os destaques da modalidade.

 

Em 2016, depois de ficar 3 anos fora dos ringues por estar se recuperando de uma contusão, Luan foi convidado para participar do Campeonato Mundial de Muay Thai, em Bangkok, na Tailândia. Aceitou o convite e não ficou apenas na participação, conquistando seu 1º Título Mundial.

 

Em março de 2017, Luan Chileno conquistou seu terceiro título mundial na categoria superpesados (acima de 91kg), no Campeonato Mundial de Muay Thay, realizado na Tailândia.

 

Em sua trajetória, o lutador de Americana soma 21 vitórias, sendo 10 por nocaute, num total de 23 lutas, e por onde passa leva o nome do nosso município, conseguindo resultados expressivos nas competições que participou.

Comentários
Posted Under