Marschelo Meche questiona fornecimento de medicamento para epilepsia na farmácia municipal

O vereador Marschelo Meche (PSDB) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que questiona o Poder Executivo sobre a disponibilidade do medicamento “topiramato” nas farmácias municipais da cidade.

 

O medicamento é de uso contínuo e utilizado no tratamento de epilepsia, enxaqueca, hipertensão intracraniana idiopática, transtornos alimentares, dor neurogênica, obesidade, transtorno bipolar e ciclotimia, alcoolismo, tabagismo, dependência em cocaína e transtorno de estresse pós-traumático.

 

“Um morador relatou a indisponibilidade do medicamento na farmácia central e, segundo ele, já são dois meses sem o topiramato no setor de alto custo. A preocupação é pela descontinuidade do tratamento feito pela filha, por isso a importância do questionamento”, explicou Meche.

 

No requerimento, o parlamentar pergunta o motivo da falta, o tempo de indisponibilidade e a previsão de reposição do medicamento. Solicita também dados sobre o número de usuários e quais orientações são dadas pelo poder público, nos casos de indisponibilidade, aos usuários que dependem da farmácia pública para ter acesso ao remédio.

 

“Doenças que requerem tratamento contínuo não esperam. Se o paciente para de tomar, o quadro pode se agravar. Estamos falando de casos como epilepsia, transtornos psiquiátricos e dependência química. O poder público precisa garantir fornecimento ininterrupto nas duas unidades públicas de medicamento de alto custo”, conclui Meche.

 

O requerimento será discutido e votado pelos vereadores em Plenário, na sessão ordinária de quinta-feira (25).

 

Foto ilustrativa

Comentários