Grupo de implantação da TV Digital valida condição para o encerramento da TV analógica na Grande São Paulo no dia 29 de março

O Grupo de implantação da TV Digital (Gired) por unanimidade validou, em reunião realizada na manhã desta terça-feira na sede da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em Brasília, o atendimento da condição para o desligamento do sinal de TV analógico da Grande São Paulo na próxima quarta-feira (29/3), a proposição será levada para a decisão final do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

Segundo pesquisa Ibope apresentada durante a reunião, 92% dos domicílios da região metropolitana estarão aptos a receber o sinal digital da TV aberta quando do desligamento das transmissões analógicas. Se o desligamento tivesse ocorrido dia 24 de março, quando se encerrou a coleta de dados da pesquisa, 95% dos lares paulistanos e dos municípios vizinhos já teriam garantido o acesso à TV, seja por transmissão aberta digital, por parabólicas ou pela TV paga.

Assim, no entendimento do Grupo de implantação da TV Digital, a Grande São Paulo alcançou a marca determinada pela Portaria nº 378, de 22 de janeiro de 2016, para o desligamento do sinal analógico. Dessa forma, a faixa de 700 MHz, utilizada paras transmissões de TV analógica na região serão destinada à 4G da telefonia móvel.

Até o dia 29 de março, devem ser entregues 1,2 milhão dos kis gratuitos para Grande São Paulo e municípios vizinhos. Os kits continuarão a ser distribuídos até 45 após o encerramento das transmissões analógicas. Das famílias inscritas no Bolsa Família, 91% já contam com o sinal da TV aberta digital e, nos demais programas sociais, o percentual é de 89%. Além disso, nos canais abertos que forem desligados, será ainda transmitida por 30 dias cartela informativa para que o telespectador seja informado do fim das transmissões analógicas.

 

 

Anatel