Governo Federal gastou cerca de R$1,5 bilhões licitações no 1TRI de 2018

Micro e pequenas empresas são responsáveis por grande parte dos processos

No primeiro trimestre do ano, o Governo gastou cerca de R$1,5 bilhões em compras e contratação de serviços em 7.510 processos licitatórios, sendo 47,47% para aquisição de materiais e 55,53% para prestação de serviços.

O pregão eletrônico foi a modalidade responsável por cerca de R$ 1,4 bilhões em compras feitas pelo Governo Federal. Os bens e serviços mais adquiridos pertencem, respectivamente, aos grupos de equipamentos e artigos para uso médico, dentário e veterinário, seguido pelos serviços de engenharia.

Os serviços de tecnologia, no entanto, também tem sido foco do governo federal, que para garantir a segurança e gerenciamentos de dados tem aberto processos licitatórios com o intuito de utilizar serviços de nuvem. “O Tribunal de Contas é um dos órgãos que passa por esta digitalização de dados e, por isso, investe nesses serviços”, afirma o diretor comercial da Licita BR, Thiago Rocha.

O diretor também ressalta que as micros e pequenas empresas são as que mais tem vencido processos licitatórios. “Esse segmento viu nas licitações um caminho para crescer e amenizar os reflexos do mercado em relação a crise econômica, iniciada em 2015”, explica.

Neste primeiro trimestre, as micros e pequenas empresas ganharam 1.664 processos, movimentando mais de R$ 500 milhões. Em todo o ano de 2017, ganharam mais de R$ 5 bilhões em licitações.

O diretor ressalta que as empresas que tiverem interesse em investir no mercado público devem traçar um objetivo, elaborar a proposta de venda e acompanhar todo o processo da licitação. “Como toda estratégia de negócio, é preciso ter planejamento, definir os potenciais clientes definidos e os argumentos de vendas”, finaliza Thiago.

Comentários