RMC

Filme paraguaio abre a programação no Instituto CPFL do Festival de Cinema Latino-Americano

Pelo segundo ano consecutivo, o Instituto CPFL, em Campinas, promoverá sessões gratuitas do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que em 2018 chega à sua 13ª edição.

As sessões na Sala Umuarama do Instituto CPFL, em Campinas, começam na sexta-feira, 27 de julho, e vão até domingo, dia 29. Serão exibidos dois filmes por dia (confira os horários abaixo), sempre com entrada franca.

No primeiro dia o público confere os longas “A Redenção”, do paraguaio Herib Godoy, às 17h, e “Meninas aranha”, do chileno Guillermo Helo.

O Festival de Cinema Latino-Americano é um dos eventos mais importantes dedicados à cinematografia da América Latina e do Caribe. No total, serão exibidos, em São Paulo e em Campinas, 77 filmes, representando 11 países da região: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, México, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

A abertura acontece no dia 25 de julho, com a exibição do inédito “Correndo atrás”, terceiro longa do cineasta Jeferson De, homenageado do Festival, no Memorial da América Latina, em São Paulo.

A curadoria e direção do festival são de Jurandir Müller e Francisco Cesar Filho, responsáveis pelo projeto Cinema e Reflexão do Cine CPFL.

Confira abaixo as sinopses dos filmes que serão exibidos no Instituto CPFL:

27/07/2018

17h I A Redenção
de Herib Godoy

Exibido em première internacional no Festival, o paraguaio “A Redenção” (87 min, 2018) se passa em 1991, quando um ex-combatente da Guerra do Chaco descobre que tem uma doença terminal no mesmo dia em que recebe a visita de uma jovem neta de um ex-colega desaparecido há muitos anos. Na procura pelo amigo, eles visitam muitos companheiros no interior do Paraguai. O filme é uma viagem cheia de lembranc?as, anedotas, dores e sonhos: um reflexo da humanidade dos homens que enfrentaram a difi?cil realidade da guerra e da vida. O diretor do filme, Herib Godoy, é considerado um dos cineastas mais promissores de seu país.

19h I Meninas Aranha
de Guillermo Helo

Exibido em festivais com Havana e Huelva e ainda inédito no Brasil, “Meninas Aranha” (Chile, 94 min, 2017) focaliza três adolescentes marginais que sonham em conseguir tudo o que é oferecido pela televisão e pelas vitrines comerciais. Para tanto, decidem escalar prédios num bairro de classe alta e aproveitar as coisas que outras pessoas têm. Neste processo acabam ficando famosas e se transformam em heroínas e vilãs pós-modernas do submundo do espetáculo.

28/07/2018

17h I Keyla
de Viviana Gómez Echeverry

Exibido em importantes festivais como Cartagena das Índias e Varsóvia, o colombiano “Keyla” (90 min, 2017), conta a história de uma adolescente que mora em uma pequena ilha. Como seu pai, pescador, não retorna do mar, ela parte em sua procura e, ao mesmo tempo, recebe uma visita inesperada: a ex-mulher do pai vem da Espanha com seu meio-irmão. O filme é inédito no Brasil.

19h I Princesinha 
de Marialy Rivas

Exibido em Toronto e San Sebastián, entre outros festivais, “Princesinha” (Chile/Argentina/Espanha, 78 min, 2017), inédito no Brasil, se passa em um país remoto onde mora uma menina de 12 anos. Durante um verão, ela tomará conhecimento da missão da sua vida: ter um filho santo. A diretora é Marialy Rivas, vencedora no Sundance Festival em 2012 com “Joven & Alocada”.

29/07/2018

15h I tigre
de Silvina Elena Schnicer e Ulises Porra Guardiola

Selecionado para o Festival de Toronto e inédito no Brasil, o argentino “Tigre” (92 min, 2017), de Silvina Elena Schnicer e Ulises Porra Guardiola, acompanha Rina, que retorna à sua ilha nas profundezas do delta dório Tigre. Lá, quer recuperar sua casa e se reencontrar com Facundo, que também deixou a ilha. Mãe e filho descobrirão que tudo mudou: máquinas fluviais tentam arrasar tudo.

17h I Dry Martina 
de Che Sandoval

“Dry Martina” (Chile/Argentina, 97 min, 2018) focaliza uma cantora argentina famosa no final dos anos 1990, atualmente esquecida. A chegada de um jovem casal de chilenos fará com que tudo mude: uma fã que está convencida de que são irmãs, e César, que com um olhar lhe devolve o desejo. A obra é inédita no Brasil e já foi selecionado pelos festivais de Tribeca, Bafici e Valdívia.

Mais informações podem ser acessadas no site http://www.institutocpfl.org.br/agenda/, no site do festival www.festlatinosp.com.br/ e na fanpage oficial do evento – facebook.com/festlatinosp.

Sobre o Instituto CPFL

O Instituto CPFL, plataforma de investimento social privado do Grupo CPFL, em Campinas, completa 15 anos de atividades em 2018 com a missão de integrar os programas culturais, sociais e esportivos da companhia em uma única rede, transformando por meio do conhecimento as comunidades onde atua.

As transmissões e o acervo online dos encontros do Café Filosófico CPFL são disponibilizados no Youtube, no site, no app institutocpflplay e no Facebook. O programa editado é exibido aos domingos, às 21h, na TV Cultura.

Além das atividades difundidas na TV e nas plataformas digitais, o Instituto CPFL ampliará em 2018 o Circuito CPFL, projeto de abrangência nacional que promove gratuitamente em diversas cidades sessões de cinema, concertos, corridas e passeios ciclísticos. Irá ampliar também as ações sociais voltadas ao fortalecimento da cidadania.

O ano de 2018 representa um marco da expansão desta rede, com iniciativas em cerca de 100 municípios de seis estados, alcançando um público presencial estimado de 60 mil pessoas.

Meninas Aranha – dir Guillermo Helo
Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br