E por falar em música...

Felipe Araújo faz sua primeira turnê pelo Nordeste

Cantor se apresenta em Maceió, Natal e João Pessoa (Foto: Jhonnathas Franco)

 

Depois de emplacar nas rádios três músicas: “A Mala é Falsa”, “Chave Cópia” e “Amor da Sua Cama”, com direito a videoclipe estrelado pelos globais Carol Nakamura e Felipe Tito, o cantor Felipe Araújo desembarca em Maceió/AL(12/01), Natal/RN (13/01-  20h00 Cirquinho) e João Pessoa/PB (00h00 – Pink Elephant) para três super apresentações. Pela primeira vez no Nordeste, Felipe é grato ao público pelo sucesso na carreira. “Estou muito realizado em estar fazendo shows por essas cidades fantásticas, que acolheu meu trabalho, assim como os outros estados do nosso país. Tenho certeza que vão ser apresentações memoráveis”, completa Felipe.

No repertório, canções que fizeram parte do álbum 1, DOIS, 3, além da atual de trabalho “Amor da sua cama”, que em pouco tempo já figura uma das mais tocadas no país, além de ter mais de 44 milhões de views no youtube.

 

DVD:

‘O que temos para hoje é saudade.” O Brasil inteiro conhece essa frase e o que ela simboliza para a música sertaneja. Mas, para quem traz no DNA o histórico de ser irmão de Cristiano Araújo, a intensidade desse sentimento é num grau sem explicação. Para superar a dor da perda, Felipe Araújo se entregou à música. Depois de lançar em 2015, o EP Com Você, Felipe gravou em Goiânia, em junho passado o DVD “1, DOIS, 3”, com participações pra lá de especiais de Zezé Di Camargo e Luciano, Simone e Simaria, Leonardo, Henrique e Juliano e Jorge e Mateus.

O DVD reserva espaço a um momento acústico para o dueto entre Felipe e o pai, João Reis. Todo captado em 4K, tecnologia de ultra definição, o registro do espetáculo foi feito também por câmera em formato 360 graus, que permite ao fã a sensação de estar no meio da cena, ao ter imagens de ângulos diversos como se fosse ele próprio o câmera. A direção de vídeo é de Rafael Terra, da goiana Terra Produções, e a direção-geral, de Rafael Vanucci, diretor de comunicação do artista, com produção musical do renomado produtor Blenner Maycon – que assinou trabalhos do próprio Cristiano Araújo. Na supervisão, o empresário Emmanoel Camargo.
Apaixonado por leão, Felipe Araújo ostenta tatuagem do bicho, estampado também em várias peças de roupas suas e nas postagens de suas redes sociais. No DVD, portanto, Felipe usou, com gosto, um violão Takamine exclusivamente fabricado para a ocasião pela Sonotec, com a figura do felino.

E é com garra de fera que Felipe Araújo e o seu pai, o querido João Reis, mostram que o sonho dos Araújo permanece latente, como forma de provar que a saudade existe, sim, mas se transformou na força de cantar, maior herança deixada aos dois por Cristiano.  Ter Araújo no nome é mais que DNA, é a certeza de que a vida continua. E o que temos pra hoje é cantar.

 

Insight

Foi precisamente em agosto de 2015 que o querido João Reis, o pai, pediu para Felipe seguir carreira solo. A compreensão do parceiro Zé André, com quem formava dupla desde janeiro, foi fundamental  para que ele abandonasse o projeto com o amigo e abraçasse o sonho do pai. “Meu pai sempre quis que eu cantasse sozinho, desde que entrei na música. Eu era muito tímido e só mostrava a voz e tocava para o meu pai e meu irmão”, conta Felipe.

No currículo, ele traz uma boa formação musical: estudou música no curso técnico da UFG (Universidade Federal de Goiânia), onde aprendeu a tocar bateria e integrou a banda “Pequi Ninos”, sob a coordenação do projeto realizado por Jarbas Kavendish. Sim, em alusão ao fruto do Cerrado. O grupo de rock durou pouco, mas serviu muito na técnica e teoria musical. “Minha essência é sertaneja, cresci ouvindo Zezé Di Camargo e Luciano e Leandro e Leonardo, mas tenho uma influência do rock que me ajuda muito na levada e bits das composições mais animadas. Curto muito Cold Play e Guns and Roses. E, graças ao meu pai,  assistia tudo do Michael Jackson. Maior mestre de presença de palco e show men do mundo. Meu pai fazia eu e o Cristiano assistirmos tudo dele”, completa.

 

Depois do rock, o cantor formou a dupla João Pedro e Felipe, que durou 4 anos e estourou com o sucesso “Arrocha com tequila”, que teve mais de 5 milhões de visualizações. Mas o momento mais marcante de sua curta e promissora trajetória ele confessa: “O Cristiano e eu fizemos teste para o ‘2 Filhos de Francisco’. Se passássemos, eu seria o Zezé e ele, o Emival (Camarguinho). Curiosamente, o meu pai achava que eu ia ser jogador de futebol, como o Emival queria ser e o filme contou”, revela.

 

Violeiro da mais alta qualidade, Felipe é também compositor. Aos 20 anos, ele assina grandes autorias de sucesso. É dele, por exemplo, “`Perdeu o cara errado”, um dos maiores hits de Cristiano Araújo. E já que a música eterniza ídolos, para Felipe, o irmão está cada vez mais presente em sua vida, não só nos ensinamentos. “Logo que aconteceu o acidente e o meu irmão partiu, pensei que nunca mais cantaria. Mas busco reencontrar na música a imagem do Cris e tornar real o sonho dele e do nosso pai. Minha meta é mostrar que o que temos para hoje, amanhã e eternamente é saudade… É a saudade materializada em som que pulsa não só nas veias que carregam o mesmo sangue, mas na voz que une as nossas almas”, finaliza.

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br