Criança morre com suspeita de dengue hemorrágica no Jardim Dulce

Uma menina de 11 anos, moradora na rua dos lírios no Jardim Dulce, em Santa Bárbara d’Oeste, morreu anteontem (21), com suspeita de dengue hemorrágica. Ela estava internada no Hospital das Clínicas da Unicamp.

A Secretaria de Saúde de Santa Bárbara d’Oeste confirmou ontem (22) que está investigando se foi dengue a causa da morte de uma garota de 11 anos, na noite de anteontem (21), no HC (Hospital das Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Ontem foi confirmada a primeira morte por dengue na cidade. Até ontem, Santa Bárbara possui 1.045 casos positivos da doença.
Karina Gonçalves Manoel passou por atendimento no Hospital Santa Bárbara e devido a complicações foi transferida para a Unicamp, onde morreu. A prefeitura também avalia se as causas não foram leptospirose ou febre maculosa.

“O material colhido foi enviado para o Instituto Adolfo Lutz para análise. Somente com o resultado será possível confirmar a causa da morte”, afirmou prefeitura, em nota oficial.

MORTE CONFIRMADA

A morte confirmada por dengue de Santa Bárbara é de uma mulher de 60 anos. A confirmação foi feita pela Prefeitura de Campinas, onde a vítima morreu.

“Nos últimos 45 dias foram realizados cinco mutirões de limpeza em diversos bairros da cidade, onde foram retiradas mais de 100 toneladas de materiais em desuso. Além disso, equipes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) continuam fazendo visitas casa a casa para a retirada de possíveis criadouros do mosquito transmissor e nebulização em diversas regiões, com o apoio da Sucen”, ressaltou a Prefeitura de Santa Bárbara.

AGENTES

Uma empresa também foi contratada para o fornecimento de seis equipes e um total de 30 novos agentes em um investimento de R$ 2,1 milhões.

O enterro da garota ocorreu na tarde de ontem, no Cemitério Campo da Ressurreição.

Do: TodoDia
Foto: Araújo/Orsola
Santa Bárbara d’ Oeste 23 de Abril de 2014

Comentários